27 de Novembro – Dia Nacional de Combate ao Câncer

O Dia Nacional de Combate ao Câncer foi criado através da portaria do Ministério da Saúde GM número 707, de 7 de dezembro de 1988, com a finalidade de evocar o importante significado histórico das entidades de combate ao câncer, de consagração aos inumeráveis e valiosos serviços prestados ao país e proporcionar importante mobilização popular quanto aos aspectos educativos e sociais na luta contra o câncer. Ele é comemorado todos os anos, no dia 27 de novembro, com um tema diferente.

Câncer é grave e pode ser fatal, mas com o diagnóstico precoce e os modernos tratamentos disponíveis, a taxa de cura dobrou nos últimos anos.

As células do organismo humano nascem com um “programa” estabelecido: viver por determinado tempo, dividir-se dando origem a outras células e morrer. O câncer ocorre quando os mecanismos internos de uma célula sofrem alteração e seu “programa” original é interrompido. A célula transformada não só não morre como passa a dividir-se aceleradamente e forma um tumor, que pode ser benigno ou maligno. Benigno é o tumor que cresce devagar e não se espalha para outros tecidos e órgãos, ou seja, não dá metástase. Já maligno é o que cresce rapidamente e pode se espalhar para outros tecidos e órgãoem várias regiões do corpo.

A doença pode desenvolver-se em homens e mulheres, com ou sem predisposição genética. Favorecem seu surgimento: alcoolismo, tabagismo, alimentação rica em gorduras animais e pobre em frutas, verduras e vegetais, sedentarismo, obesidade, falta de higiene, exposição excessiva ao sol, vírus e outros agentes infecciosos, aditivos alimentares como corantes e conservantes, exposição a agentes químicos, radiações e estresse. Os cânceres mais comuns no homem são: pulmão, próstata estômago, colo e reto. Na mulher: mama, pulmão, colo de útero, endométrio e ovário.

No passado recente, o câncer era mais comum a partir da sexta ou da sétima décadas de vida. Mas a doença tem aparecido cada vez mais em pessoas jovens, na quarta e na quinta décadas, sendo uma das causas a maior ação dos fatores ambientais. O câncer na fase inicial muitas vezes não dá sintomas nem sinais. Em geral eles surgem nas fases mais avançadas. Algumas indicações são: mudança repentina no hábito intestinal ou urinário; feridas que não cicatrizam; sangramentos não usuais; inchaço ou nódulos na mama ou em outros órgãos; indigestão ou dificuldade para engolir; mudanças de cor e/ou de forma em verrugas e pintas; tosse ou rouquidão por mais de duas semanas. Constituem indicações importantes ainda perda de peso, fraqueza, febre e dor.

Fonte: Inca / Portal Caras

combate-ao-cancer

 

Anúncios
Published in: on 03/11/2016 at 01:26  Deixe um comentário  
Tags: , ,

23 de Novembro – Dia Nacional do Engenheiro Eletricista

A Presidência da República sancionou, no dia 29 de outubro de 2009, lei que institui o Dia Nacional do Engenheiro Eletricista. Agora, a data será celebrada todo dia 23 de novembro de cada ano, segundo o texto da Lei número 12.074 assinado pelo presidente em exercício, José Alencar. A data foi escolhida em homenagem a inauguração do IEMI, a primeira escola de engenharia do Brasil.

No final do século XIX e início do século XX, o Brasil passava por sua gênese no uso de energia elétrica e de suas utilidades. Até as primeiras décadas do século XX se instalou no país um grande número de pequenas usinas geradoras de energia elétrica destinada à iluminação pública e particular, alimentação dos bondes usados no transporte público e ao uso industrial, principalmente do setor têxtil. Tudo isso dependia de técnicos estrangeiros para ser implementado, e o Brasil não podia permanecer nessa situação ainda mais em se tratando de um setor de suma importância para o desenvolvimento do país. Foi nesse período que surgiu Theodomiro Carneiro Santiago, uma grande personalidade na história da engenharia brasileira.

Theodomiro formou-se em direito em 1906 pela Faculdade de Direito de São Paulo, e não tardou em mostrar seu espírito empreendedor e visionário. Como diretor da escola secundaria de Itajubá, percebeu a necessidade de uma escola de engenharia que além da teoria fornecesse formação experimental, algo que faltava aos engenheiros da época. Resolveu, então, criar o Instituto Eletrotécnico e Mecânico de Itajubá (IEMI). Para alcançar seu sonho, o Dr. Theodomiro viajou para a Europa em 1912, visitando os principais centros de Engenharia Elétrica, particularmente na Bélgica, França, Alemanha, Inglaterra, Itália e Suiça. Ao fim da viagem voltou para o Brasil, tendo antes contratado professores belgas, franceses e suíços, além de comprado os equipamentos necessários para a montagem dos laboratórios do IEMI. Após muitas dificuldades, agravadas por se tratar de uma cidade do interior, o IEMI finalmente foi inaugurado em 23 de novembro de 1913.

O Engenheiro eletricista é o profissional dedicado ao desenvolvimento e à aplicação de um conjunto de conhecimentos científicos necessários à pesquisa, ao projeto e à implementação de sistemas diversos utilizados para efetuar o processamento da energia elétrica e da informação na forma de sinais elétricos digitais e analógicos. Nesta prática, são considerados os aspectos de qualidade, confiabilidade, custo e segurança, bem como os de natureza ecológica e ética profissional.

O campo de trabalho é vasto e inclui empresas de energia elétrica e telecomunicações, escritórios de projetos e consultoria, firmas de montagem e manutenção de instalações elétricas e de telecomunicações, indústrias diversas e empresas comerciais de pequeno e grande porte, manutenção de equipamentos e componentes eletro-eletrônicos, hospitais, empresas de radiodifusão, informática etc.

No Brasil é considerado Engenheiro Eletricista quem for formado em engenharia elétrica, porém para poder exercer a profissão é necessário registro no sistema do CREA (Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia) do estado onde atua. No artigo 55 da Lei número 5.194 de 1966, é definido como infração o engenheiro que exerça atividade profissional sem registro no CREA do estado em que atua, com penalidade prevista na alínea “b” do artigo 73 da mesma Lei.

Fonte: CREA-MT / Familia Chimite / Wikipédia

engenheiro-eletricista1

 

21 de Novembro – Dia Nacional da Homeopatia

No dia 21 de novembro comemora-se o Dia Nacional da Homeopatia. Neste dia, no ano de 1840, chegava na região litorânea que divide os estados do Paraná e Santa Catarina conhecida atualmente por Barra do Sahy, o médico homeopata francês Dr. Benoit Mure. O Dr. Mure foi o responsável pela introdução da homeopatia no Brasil.

Ele foi para esta região para criar uma comunidade industrial de máquinas a vapor e, ao mesmo tempo, implantou o primeiro instituto de formação em Homeopatia que se tem registrado na história brasileira. É fácil imaginar que devido à grandiosidade do seu projeto e as condições da região na época, ele não obteve os resultados esperados, lembrando que hoje a cidade de Joinvile-SC, localizada na mesma região, representa um importante pólo da industria mecânica no estado de Santa Catarina.

Homeopatia é um termo criado por Christian Friedrich Samuel Hahnemann (1755-1843) para designar uma terapia alternativa que se baseia no princípio similia similibus curantur (“os semelhantes curam-se pelos semelhantes”). Confunde-se-a com a fitoterapia, por conta dos produtos usados em suas formulações, embora ambas tenham corpo ideológico e metodologia essencialmente distintos.

De fato, o tratamento homeopático consiste em fornecer a um paciente sintomático doses extremamente pequenas dos agentes que produzem os mesmos sintomas em pessoas saudáveis, expostas a quantidades maiores. Desse modo, o sistema de cura natural da pessoa seria estimulado a estabelecer uma reação de restauração da saúde por suas próprias forças, de dentro para fora. O medicamento homeopático é preparado em um processo que consiste em diluição sucessiva da substância, sucussão e “dinamização” (ou “potencialização”), em uma série de passos.

Homeopatia não se acha pacificamente inserida como especialidade médica em todos os países. Mesmo aqueles que lhe conferem alguma aceitação oferecem-lhe certas restrições, ou de natureza institucional ou de cunho legal.

No Brasil, é considerada especialidade médica desde 1980 e é utilizada pelo Sistema Único de Saúde desde 2006, além de ser uma das práticas alternativas recomendadas pela Organização Mundial de Saúde – OMS.

Fonte: Homeopathicum / Wikipédia

homeopatia_dia

 

20 de Novembro – Dia Nacional do Biomédico

Dia instituído pelo Projeto de Lei número 953/2003. É uma justa homenagem ao profissional que tem nesta data um marco importante na sua luta, pois foi neste dia que o Supremo Tribunal Federal lhe deu ganho de causa regulamentando a profissão.

A Lei número 6.684, de 3 de setembro de 1979, dispõe que o exercício da profissão de biomédico é privativo dos portadores de diploma devidamente registrado, de bacharel em curso oficialmente reconhecido de Ciências Biológicas, modalidade médica. Ao biomédico, ainda nos termos do mesmo diploma legal, compete atuar em equipes de saúde, em nível tecnológico, nas atividades complementares de diagnósticos: realizando análises físico-químicas e microbiológicas de interesse para o saneamento do meio ambiente; realizando serviços de radiografia, excluída a interpretação; atuando sob supervisão médica, em serviços de hemoterapia, de radiodiagnóstico e de outros para os quais esteja legalmente habilitado; e planejar e executar pesquisas científicas em instituições públicas e privadas, na área de sua especialidade profissional.

Biomedicina é a ciência que conduz estudos e pesquisas no campo de interface entre biologia e medicina, voltada para a pesquisa das doenças humanas, seus fatores ambientais e ecoepidemiológicos, com intuito de encontrar sua causa, prevenção, diagnóstico e tratamento.

O profissional formado em Biomedicina está apto a realizar estudos e pesquisas clínicas, envolvendo as análises clínicas, genética e biologia molecular de fluidos, células e tecidos humanos.

No Brasil, os biomédicos dedicam-se principalmente às análises clínicas (exames laboratoriais), no entanto, muitos desses profissionais atuam como cientistas em centros de pesquisas e universidades, analisando e pesquisando moléculas, células e organismos na busca da cura, do diagnóstico, do tratamento e da prevenção de doenças (desenvolvendo vacinas), reagentes laboratoriais e novos medicamentos, bem como atuando na pesquisa de DNA.

Os biomédicos também realizam testes para averiguação da qualidade bioquímica e microbiológica de alimentos. Na Reprodução Humana, realizam, entre outras atividades, a criopreservação, a manipulação e a seleção de gametas e embriões que serão implantados na futura mãe. Nas análises ambientais, realizam análises físico-químicas, microbiológicas e parasitológicas de interesse para o saneamento do meio ambiente, incluídas as análises de água, ar e esgoto.

O trabalho nas indústrias biotecnológicas envolve a manipulação de enzimas, microrganismos e células, na produção de produtos biologicamente ativos, tais como enzimas, hormônios (insulina por exemplo), antibióticos, vitaminas, vacinas, soros, além de reagentes laboratoriais.

Os biomédicos especialistas em Biofísica, Imagenologia ou Radiologia trabalham em clínicas ou centros de diagnóstico por imagem tendo a função de preparar o paciente, elaborar o plano de irradiação, gerenciar banco de imagens, programar e operar equipamentos de Ressonância Magnética, Tomografia Computadorizada, Medicina Nuclear, Radioterapia, entres outros.

Para atuação em qualquer área da biomedicina, o profissional deve estar legalmente habilitado e/ou possuir Título de Especialista além de ter registro em seu respectivo Conselho Regional de Biomedicina. Atualmente o Biomédico está listado na Classificação Brasileira de Ocupações do Minitério do Trabalho e Emprego.

Fonte: Conselho Regional de Biomedicina 1ª. região / Wikipédia

biomedico

 

20 de Novembro – Dia Nacional da Consciência Negra

A data, transformada em Dia Nacional da Consciência Negra pelo Movimento Negro Unificado em 1978, não foi escolhida ao acaso, e sim como homenagem a Zumbi, líder máximo do Quilombo de Palmares e símbolo da resistência negra, assassinado em 20 de novembro de 1695.

O Dia da Consciência Negra é uma forma de lembrar o sofrimento dos negros ao longo da história, desde a época da colonização do Brasil, tentando garantir seus direitos sociais.

Hoje temos várias leis que defendem esses direitos, como a de cotas nas universidades, pois acredita-se que, em razão dos negros terem sido marginalizados após o período de escravidão, não conseguiram conquistar os mesmos espaços de trabalho que o homem branco. Na época da escravidão os negros não tinham direito ao estudo ou a aprender outros tipos de trabalho que não fossem os braçais, ficando presos a esse tipo de tarefa. Muitos deles, estando libertos, continuaram na mesma vida por não ter condições de se sustentar.

O Dia da Consciência Negra também é marcado pela luta contra o preconceito racial, contra a inferioridade da classe perante a sociedade, além de temas como mercado de trabalho, discriminação política, moda e beleza negra, etnias, homenagens a negros que se destacaram.

Além desses assuntos, enfatizam sobre o respeito enquanto pessoas humanas, além de discutirem e trabalharem para conscientizar as pessoas da importância da raça negra e de sua cultura na formação do povo brasileiro e da cultura do país.

A lei número 10.639, de 9 de janeiro de 2003, incluiu o dia 20 de novembro no calendário escolar, também tornou obrigatório o ensino sobre História e Cultura Afro-Brasileira. Com isso, professores devem inserir em seus programas aulas sobre os seguintes temas: História da África e dos africanos, luta dos negros no Brasil, cultura negra brasileira e o negro na formação da sociedade nacional.

Fonte: Unificado / Brasil Escola / Mulheres Negras

consciencia-negra2

 

 

16 de Novembro – Dia Nacional dos Ostomizados

Dia instituído pela Lei número 11.506/2007. Em homenagem à fundação, em 1985, da Sociedade Brasileira dos Ostomizados, a data é celebrada no dia 16 de novembro de cada ano.

Ostomizados são pessoas que utilizam um dispositivo, geralmente uma bolsa, que permite recolher o conteúdo a ser eliminado através do estoma.

Ostomia é um procedimento cirúrgico que consiste na desconexão de algum trecho do tubo digestivo, do aparelho respiratório, urinário, ou outro qualquer, e a abertura de um orifício externo, por onde o tubo será ligado. Este orifício chama-se estoma.

Um estoma normal geralmente é vermelho ou rosa-vivo, é brilhante, é úmido e redondo (podendo apresentar um alargamento em alguns casos). Logo após a cirurgia, o estoma geralmente apresenta um inchaço, mas o seu tamanho sofrerá uma redução aos poucos. O tamanho normal é de 2 a 5 centímetros de profusão, com uma abertura pequena que se dilata durante a evacuação. O local pode ser tocado normalmente, geralmente o portador não sente nada, pois o local não possui nervos. O estoma pode sangrar ao toque, durante a troca de bolsa ou durante a limpeza da pele ao redor. Isto é natural, atenção especial é exigida caso ocorra sangramento contínuo.

A ostomia é aplicada a pacientes com dificuldades respiratórias (traqueostomia), onde a traqueia é aberta abaixo do ponto congestionado e um tubo é inserido no local para permitir a entrada livre de ar.

Em casos de câncer do intestino ou outros problemas em que o intestino e o reto precisam ser parcial ou totalmente extraído, faz-se um estoma ligando a extremidade do intestino preservado à pele. É normal, nesses casos, a aplicação de uma bolsa de colostomia para o recolhimento de fezes.

O portador de uma ostomia adquire condições especiais de vida e é considerado um deficiente físico.

Após o Ministério da Saúde garantir o atendimento e o Sistema Único de Saúde fornecer equipamentos aos ostomizados, percebe-se que é cada vez maior o compromisso público com a construção da cidadania plena destas pessoas em todos os sentidos. A Lei 11.506/2007 é um exemplo de confirmação dessa luta.

Fonte: Wikipédia / AORA

ostomizado

 

12 de Novembro – Dia Nacional do Inventor

A Lei número 12.070, de 29 de outubro de 2009 institui o Dia Nacional do Inventor , no seu Artigo 1º : É instituído o Dia Nacional do Inventor, a ser anualmente comemorado em 12 de novembro.

Em 12 de novembro de 1906, em sua quarta tentativa, Santos Dumont conseguiu realizar um voo de 220 metros, estabelecendo o primeiro recorde de distância e ganhando o Prêmio Aeroclube. Por sua marca histórica, ele é considerado patrono maior dos inventores brasileiros.

Chama-se invenção ao ato de criar uma nova tecnologia, processo ou objeto, ou um aperfeiçoamento de tecnologias, processos e objetos pré-existentes. O termo distingue-se de descoberta, que é a aquisição de um conhecimento novo “por acaso” ou sem um esforço determinado; a invenção, pelo contrário, é fruto de um trabalho dirigido a se desenvolver respostas a um problema.

As invenções podem ser práticas e contribuir para o desenvolvimento de várias tecnologias, podem aplicar-se somente a um campo muito específico, mas a esmagadora maioria acaba por não ter qualquer aplicação prática, por vários motivos.

O responsável por invenções é chamado inventor. Quando o inventor deseja guardar exclusividade acerca do mecanismo ou processo do novo invento (para fins comerciais) deve patentear, ou seja, registrar uma patente do produto, que é um registro legal de que ele pensou naquilo antes de qualquer outro.

Fonte: JusBrasil / DJi / Senado Federal / Portal Angels

inventor_dia

 

Published in: on 02/11/2016 at 21:41  Deixe um comentário  
Tags: ,

31 de Outubro – Dia Nacional da Poesia

O Dia Nacional da Poesia é comemorado oficialmente em 31 de outubro no Brasil.

A data foi criada em homenagem ao poeta Carlos Drummond de Andrade, um dos principais nomes da literatura brasileira.

O Dia Nacional da Poesia foi oficializado através da lei nº 13.131, de 3 de junho de 2015, por sugestão do senador Álvaro Dias do PSDB do Paraná.

O dia 31 de outubro remete a data de nascimento de Carlos Drummond de Andrade, conhecido por ser um dos principais nomes da segunda geração do Modernismo brasileiro.

A data, além de homenagear aos poetas em geral, também serve para lembrar da riqueza e importância cultural que representa a arte poética.

Antes da aprovação da lei que institui o Dia da Poesia oficialmente em 31 de outubro, esta data costumava ser celebrada no dia 14 de março, em caráter não-oficial, desde 1977.

Neste caso, a escolha do dia 14 de março foi em homenagem ao escritor Antônio Frederico de Castro Alves, nascido nesta data em 1847. No entanto, o projeto de lei que previa o Dia Nacional da Poesia em 14 de março foi arquivado e nunca oficializado.

O Dia Nacional da Poesia é normalmente celebrado em bibliotecas, escolas e diversos outros espaços culturais, em eventos onde a declamação de poemas é normalmente privilegiada.

Fonte: Calendarr

poesia

27 de Outubro – Dia Nacional de Luta Pelos Direitos das Pessoas com Doenças Falciformes

A lei número 12.104 de 1° de dezembro de 2009 instituiu o dia 27 de outubro como o Dia Nacional de Luta pelos Direitos das Pessoas com Doenças Falciformes. A cada ano nascem aproximadamente 3500 crianças com doença falciforme no nosso país.

A anemia falciforme, que é a doença falciforme mais conhecida, é uma das enfermidades hereditárias mais comuns no Brasil. Trata-se de um tipo de anemia causada por alteração genética que leva a uma hemoglobina anormal (hemoglobina é uma proteína que existe dentro dos glóbulos vermelhos e que transporta o oxigênio do ar que respiramos para todos o nosso corpo).

Estas doenças podem ser detectadas pelo Teste Do Pezinho, que é feito quando o bebê nasce.

Os principais sintomas são: anemia, palidez, icterícia (cor amarelada nos olhos), dores nos ossos e inchaço nas mãos e pés.

A data vem alertar para a detecção precoce deste tipo de doença, fundamental para o acompanhamento, tratamento e melhora da qualidade de vida dos portadores de doença falciforme.

Fonte: Associação de Portadores de Anemia Falciforme

doenca-falciforme

25 de Outubro – Dia Nacional do Dentista

Comemora-se o Dia do Dentista em 25 de outubro porque nesta data, em 1884, foi assinado o decreto número 9.311 que criou os primeiro cursos de graduação de odontologia do Brasil, no Rio de Janeiro e na Bahia. Uma portaria do Conselho Federal de Odontologia tornou a data oficial para a comemoração do Dia do Dentista Brasileiro.

O dentista é o profissional que cuida dos dentes, gengivas e de alguns ossos faciais, como o maxilar. Até bem pouco tempo atrás, o dentista era temido pelo barulhinho amedrontador de seus instrumentos. Hoje, com instrumentos mais modernos, tratar de uma cárie já não assusta tanto. O tratamento pode ser feito até mesmo com laser. No entanto, muitas pessoas ainda preferem ficar longe de um consultório odontológico.

Além de tratar de cáries, o dentista é responsável por realizar a prevenção de doenças da boca e ensinar a correta higiene bucal. Quando especializado em ortodontia, o profissional realiza os procedimentos necessários para corrigir a posição dos dentes por meio do uso de aparelhos ortodônticos e quando necessários, por meio da extração de alguns deles. O dentista é responsável ainda por certos tipos de cirurgias faciais.

Fonte: Ilhado

dentista