14 de Outubro – Dia Nacional da Pecuária

O Dia Nacional da Pecuária é comemorado anualmente em 14 de outubro.  Esta é uma data muito importante, pois esta essa atividade é bastante expressiva para o Brasil, já que traz desenvolvimento ao nosso país, expande mercados e é responsável pelo alimento saudável de cada dia, além de muitos outros produtos que vem se desenvolvendo ao longo do tempo, como a produção de produtos para o vestuário.

A pecuária é vista como seguimento importante em nossa economia, em todas as regiões do Brasil encontramos seu desenvolvimento nas mais diversas áreas, como bovinocultura, suinocultura, ovinocultura e muitos outros, produzindo produtos de qualidade, seguindo as mais rigorosas normas de produção.

Uma vasta gama de alimentos que consumimos em nosso dia a dia são de alguma forma derivados da pecuária, já que ela nos proporciona, com toda a qualidade, carnes de porco, boi ou frango, e ainda diversos derivados como ovos, leite, manteiga e muitos outros que de uma forma ou de outra derivem de origem animal.

Além do setor de alimentos, é muito comum propriedades que trabalhem apenas com criação de bezerros e outros mais modernos e tecnológicos que trabalham apenas com sêmen.

Nossa produção é amplamente exportada para os países da Europa e Ásia e para aos Estados Unidos, já que contamos com qualidade, sempre evitando o sofrimento animal.

A pecuária começou a se desenvolver no Brasil em meados do século XIX, se tornando mais sólida no século XX com o desenvolvimento de tecnologia na área da genética, permitindo otimizar a produção para o caráter industrial.

Esse mercado é próspero, já que os pecuaristas vêm buscando se adaptar a esse mercado cada vez mais competitivo, buscando sempre intensificar suas atividades de produção, com a utilização de material genético adequado, manejo reprodutivo e técnicas avançadas de cruzamentos, da mesma forma as tecnologias para a produção, para o fornecimento de alimentos e para todas as outras etapas de manejo, se tornando cada vez mais avançadas e eficientes.

O mercado está em expansão, contando nos dias de hoje com o desenvolvimento da ovinocultura, que é a criação de ovelhas e a estrutiocultura, que é a criação de avestruz. Nesse último caso, vem se observando excelentes resultados com a produção de carne saborosa e produtos como bolsas e sapatos de seu coro.

Fonte: Calendário BR

pecuaria

 

9 de Setembro – Dia do Médico Veterinário

Foi no dia 9 de setembro de 1933, através do Decreto nº 23.133, que o  Presidente Getúlio Vargas criou uma normatização para a atuação do médico veterinário e para o ensino dessa profissão. Em reconhecimento, a data passou a valer como o Dia do Veterinário, mas escolas de veterinária já existiam no Brasil desde 1910.

A formação em medicina veterinária dura, em média, cinco anos, com os dois primeiros anos tratando das disciplinas básicas: anatomia, microbiologia, genética, matemática, estatística, além de nutrição e produção animal. Depois é a vez de estudar as doenças, as técnicas clínicas e cirúrgicas e então optar pela especialização.

As especializações são clínica e cirurgia de animais domésticos e silvestres, e de rebanhos; trabalhar nas indústrias de produtos para animais, acompanhando a produção de alimentos, rações, vitaminas, vacinas e medicamentos; trabalhar em manejo e conservação de espécies, observando os animais silvestres em cativeiro para estudar a sua reprodução e conservação, implantando projetos em reservas naturais; fazer controle de saúde de rebanhos em propriedades rurais ou fiscalizar os estabelecimentos que vendem ou reproduzem animais; usando tecnologia, fazer melhoramentos de qualidade dos rebanhos.

Fonte : IBGE Teen

veterinario

 

Published in: on 07/09/2016 at 20:21  Deixe um comentário  
Tags: ,

13 de Maio – Dia do Zootecnista

Embora existam hoje 86 universidades e faculdades de Zootecnia em funcionamento em todas as regiões geográficas do Brasil, o curso e a profissão ainda não são suficientemente conhecidos da sociedade.

No dia 13 de maio comemora-se nacionalmente o dia do Zootecnista. Nessa data, no ano de 1966, foi criado o primeiro curso de Zootecnia no Brasil. A profissão foi regulamentada em 4 de dezembro de 1968 pela Lei Federal número 5.550. Quem se forma no curso de zootecnia recebe o título acadêmico-profissional de zootecnista.

A zootecnia é a ciência que visa aproveitar as potencialidades dos animais domésticos e domesticáveis, com a finalidade de explorá-los racionalmente como fonte alimentar e outras finalidades junto aos seres humanos, ciência aplicada que trata da adaptação dos animais com potencialidades de domesticação ao ambiente criatório e, desta forma, aproveitá-los com a finalidade nutricional e econômica.

O Zootecnista é o profissional habilitado para atuar na produção animal; as principais áreas de atuação são: Nutrição e Alimentação, Forragens, Genética e Melhoramento, Reprodução, Manejo, Instalações, Higiene, Tecnologia de Produtos e Derivados de Origem Animal e Administração Rural.

O Zootecnista pode atuar em qualquer atividade de Produção Animal, desde a concepção do projeto, até ao desenvolvimento de dietas e supervisão de vacinas; fábricas de Ração ou dispensão do mesmo; frigoríficos; centrais de Inseminação; empresas privadas com foco na produção animal; representação e venda de produtos relacionados com a produção animal; laboratórios de análise de alimentos destinados a animais; laboratórios de Genética Zootécnica; Produção, Implantação e Manejo de Pastagens; Melhoramentos Genético dos Rebanhos e Pastagens; Planejamento e Execução de projetos de Instalações para Produção Animal; Prevenção de Enfermidades; Manejo e Criação de Animais Silvestres; Pesquisa nas áreas de Produção Animal; Ensino de Zootecnia e Administração de Propriedades Rurais e Industrias do gênero.

É uma área do conhecimento que reúne um largo espectro de campos dos saberes, onde estão compreendidos o planejamento, a economia, a administração, assim como, o melhoramento genético, a ecologia, a sustentabilidade, a ambiência, a biotecnologia, a reprodução, a saúde, o bem-estar e o manejo.

Também engloba a nutrição, alimentação, formação e produção de pastos e forragens, sistemas de produção animal e industrialização propiciando de forma integral, em sua área de atuação, a qualidade de vida da sociedade.

Fonte: Jornal da Ciência / Portal São Francisco

dia-da-zootecnia

Published in: on 12/05/2016 at 23:47  Deixe um comentário  
Tags: , ,

6 de julho – Dia Mundial das Zoonoses – World Zoonoses Day

Dos mais de 1.400 patógenos – vírus, bactérias – conhecidos no mundo, em torno de 61% são transmitidos dos animais para os humanos. Este dado mostra a importância do controle das zoonoses em um mundo cada vez mais globalizado.

Comemora-se no dia 6 de julho o Dia Mundial das Zoonoses. Nesta data, em 1885, Louis Pasteur administrou com sucesso, pela primeira vez, a vacina antirrábica por ele produzida, no menino chamado Joseph Meister.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), zoonoses são doenças ou infecções naturalmente transmissíveis entre animais vertebrados e seres humanos. Podemos citar como exemplo raiva, brucelose, leptospirose, hidatidose, hantavirose, tuberculose, toxoplasmose, leishmaniose, influenza aviária e tantas outras enfermidades. Estas zoonoses têm intersecção entre a saúde pública e a sanidade animal.

A unidade pertencente à Fundação Estadual de Pesquisa Agropecuária (Fepagro) é considerada centro de referência em sanidade animal no Brasil. Acredita-se que ocorram desde os tempos da pré-história, porém teria sido a partir do ano 8000 a.C. que determinadas condições como o início da estruturação da agricultura, a domesticação dos animais e o início da vida urbana organizada em aldeias favoreceram a ocorrência e expansão dessas doenças em humanos. O Dia Mundial das Zoonoses procura estimular uma reflexão ampla sobre esse tema na comunidade profissional e também na população de um modo geral no sentido de melhorar a nossa qualidade de vida.

Zoonosis is an ailment that is transmitted from animals to human beings. World Zoonoses Day is observed on July 6 every year to emphasize and bring the problem awareness amongst people, and teach them to take right action.

Importance of World Zoonoses Day:
1 – The most prevalent of such diseases these days are leptospirosis, and “mad cow disease”. But rabies is the deadliest of all.
2 – So World Zoonoses Day becomes essential to have oneself and one’s pets vaccinated against these deadlydiseases.
3 – All animals living as pets and food animals should be regularly vaccinated. World Zoonoses Day is so because even pets can prove dangerous sometimes. Secondly the meat would not be fit for consumption if the animal is not properly vaccinated.
4 – However, World Zoonoses Day becomes a serious issue when most people show very casual attitude towards vaccination.
5 – Some are fearful that it can be harmful for their health.

Fonte: Jornal do Comércio / Altius Directory

zoonoses_dia

28 de Setembro – Dia Mundial Contra a Raiva – World Rabies Day

O objetivo da data é aumentar a conscientização global sobre o perigo da raiva e as medidas necessárias para combatê-la, uma vez que essa doença mata uma pessoa no mundo a cada dez minutos.

Embora o Brasil tenha obtido avanços significativos no combate à raiva humana e de cães e gatos durante os últimos anos, os casos de raiva em animais silvestres e de produção ainda são um obstáculo à erradicação.

Os avanços conquistados são muito importantes, porém não podemos esquecer que o controle da raiva deve ser contínuo. O Dia Mundial Contra a Raiva chama a atenção para a importância da prevenção e visa a erradicação da doença no mundo.

Essa data foi comemorada pela primeira vez em 2007. Criada por um grupo de pesquisadores e profissionais que formaram a Alliance for Rabies Control (Aliança para Controle da Raiva), o objetivo inicial era a mobilização de 55 mil pessoas  – o mesmo número de pessoas que morrem anualmente em todo o mundo por causa da doença.

World Rabies Day, observed on September 28th each year, is a global initiative to raise awareness about the continuing burden of rabies and how the disease can be prevented. The campaign brings together individuals of multiple fields to show support for anti-rabies efforts. World Rabies Day advocates for the health of the total population (human and animal), through a “One Medicine” approach and is the only worldwide event of its kind focused on global rabies control and prevention.

Fonte: WSPA / Wikipédia

raiva1

Published in: on 22/09/2013 at 01:10  Deixe um comentário  
Tags: , , ,

3 de Setembro – Dia do Biólogo

A profissão de biólogo foi regulamentada no Brasil pela Lei número 6.684 de 3 de setembro de 1979. Devido a profissão ter sido regulamentada em um 3 de setembro, instituiu-se este o Dia do Biólogo.

O biólogo é um profissional capacitado para, além de executar, pensar. A pesquisa básica na área das Ciências Biológicas é, hoje em dia, realizada em grande parte por biólogos. Isso inclui técnicas aplicadas na medicina, no controle de pragas, e na preservação ambiental.

O biólogo pode atuar em várias áreas. Se escolher a indústria, atua na utilização de microorganismos, como bactérias, por exemplo, na fabricação de medicamentos, bebidas, alimentos, cosméticos, etc. Também é de sua responsabilidade dar laudos sobre o impacto da instalação de fábricas no meio ambiente.

Na área de biologia marinha, trabalha na análise dos organismos marinhos, bem como seu cultivo, reprodução e desenvolvimento.

Em genética e biotecnologia, é requisitado para estudar organismos em laboratório e realizar exames para verificação de doenças genéticas.

E em microbiologia, pode investigar como atuam as bactérias, os fungos e os vírus, além de analisar de que modo podem ser aproveitados para uma série de benefícios ao homem.

Fonte: IBGE Teen / Portal Biologia

biologo1

Published in: on 01/09/2013 at 22:57  Deixe um comentário  
Tags: , ,

28 de Julho – Dia Mundial da Conservação da Natureza – World Nature Conservation Day

O Dia Mundial da Conservação da Natureza foi criado pela Assembleia Geral das Nações Unidas e comemora-se a 28 de julho. Este dia tem como objetivo chamar a atenção para os problemas da conservação da Natureza.

Algumas regras para conservar a natureza:

1. Não jogar lixo nas ruas. O lixo entope os bueiros, atraindo ratos e baratas, diminuindo a vazão das águas pluviais, o que aumenta o risco de enchentes, torna a cidade suja, causa mau cheiro, etc. Jogue lixo na lixeira.

2. Não destruir as árvores urbanas, pois estas amenizam o calor, facilitando o tráfego de pessoas, dão abrigo aos pássaros e embelezam a cidade.

3. Evitar ao máximo utilizar produtos descartáveis.

4. Reutilizar tudo o que puder: plásticos, latas, garrafas, etc.

5. O turismo predatório é um dos grandes responsáveis pela poluição do meio ambiente. Não jogue lixo nas praias, lagos e parques. O campista deve sempre enterrar o lixo do acampamento.

6. Nunca jogue cigarro aceso pela janela do carro ou mesmo quando estiver caminhando pelo mato. Na seca isso poderá causar incêndios. Quando a vegetação é queimada, o solo empobrece, milhares de animais são mortos, o clima altera a paisagem.

7. Não se omita frente a degradação do meio ambiente. Denuncie aos órgãos competentes os atos de degradação ambiental, e exija também do Estado uma ação efetiva de proteção ambiental.

8. A conservação do meio ambiente é responsabilidade de todos, pois todos nós fazemos parte da Natureza Mãe.

The United Nations proclaimed July 28 the World Nature Conservation Day.

Fonte: UN / Wikipédia / Língua Pátria

conservacao_natureza

Published in: on 26/07/2013 at 00:39  Deixe um comentário  
Tags: , , , , , , ,

17 de Junho – Dia do Serviço de Veterinária do Exército

Dia 17 de junho foi escolhido como Dia do Serviço de Veterinária do Exército em homenagem ao seu patrono, o tenente-coronel médico João Muniz Barreto de Aragão, nascido nessa data, em Santo Amaro, Bahia.

Muito jovem, antes de terminar a faculdade, ofereceu-se, voluntariamente, para ajudar a tratar dos feridos em Canudos. Voltou do sertão baiano no final de 1897 para prosseguir nos estudos. Em 1901, entrou, por concurso, no Corpo de Saúde do Exército e, anos depois, destacou-se como pesquisador, em diversas áreas, notadamente no estudo do mormo, mas também no da febre aftosa e outras doenças.

Criou e dirigiu a Escola de Veterinária do Exército e viabilizou a elaboração do primeiro Código Sanitário Veterinário do Brasil. Também organizou o Serviço de Defesa Sanitária Animal e de Produtos de Origem Animal para o Ministério da Agricultura; fundou a Sociedade Médico-Cirúrgica Militar; integrou a Comissão de Profilaxia dos Quartéis e foi inspetor do Serviço de Veterinária do Exército.

Faleceu de síncope cardíaca em 16 de janeiro de 1922, precocemente, aos 48 anos de idade.

Fonte: CDOCEX / Jornal CRMVRJ

exercito-vet1

Published in: on 15/06/2013 at 00:33  Deixe um comentário  
Tags: , ,

27 de Maio – Dia Nacional da Mata Atlântica

A Mata Atlântica foi considerada Patrimônio Nacional pela Constituição Federal de 1988 (art. 225, § 4°) e pelo Decreto 750, de 10 de fevereiro de 1993. Posteriormente, outro decreto presidencial de 21 de setembro de 1999 instituiu o dia 27 de maio como Dia Nacional da Mata Atlântica. O dia foi escolhido porque foi em 27 de maio de 1560 que o Pe. Anchieta assinou a famosa “Carta de São Vicente, onde descreveu, pela primeira vez, a biodiversidade das florestas tropicais.

A Mata Atlântica estendia-se, originalmente, por cerca de 1.300.000 km2 do território brasileiro. Hoje, os remanescentes primários e em estágio médio/avançado de regeneração estão reduzidos a apenas 7,84% da cobertura florestal original, o que compreende aproximadamente 100.000 km. Isso faz com que o Bioma Mata Atlântica seja considerado o segundo mais ameaçado de extinção do mundo. Apesar da devastação, a Mata Atlântica é um dos biomas com uma das mais altas taxas de biodiversidade do mundo: cerca de 20.000 espécies de plantas angiospermas (6,7% de todas as espécies do mundo), sendo 8.000 endêmicas, e grande riqueza de vertebrados (264 espécies de mamíferos, 849 espécies de aves, 197 espécies de répteis e 340 espécies de anfíbios).

Fonte: Verbeat

mata_atlantica

Lesmas-do-mar

As lesmas-do-mar, ou nudibrânquios, são pequenos moluscos, da ordem dos opistobrânquios, parecidas às lesmas terrestres na sua forma, mas com grande quantidade de cores, especialmente as que vivem nos corais e outras zonas de águas cálidas (havendo, no entanto, lesmas do mar em todos os ambientes marinhos).

Conhecem-se mais de 2.500 espécies, sendo a maior a lebre do mar, que chega a medir um metro e pesar 60 quilos, mas habitualmente as lesmas-do-mar não ultrapassam os 10 cm.

O seu nome, nudibrânquios, faz referência às suas brânquias ou guelras desprotegidas, nuas. A maior parte apresenta as plumas das brânquias por fora do seu corpo.

Algumas espécies segregam ácidos, outras toxinas, e algumas inclusive se defendem com as armas do inimigo: ingerem anêmonas, neutralizam no estômago as células urticantes (nematocistos) maduras das mesmas, mas transferem as imaturas para sacos especiais que têm nas pontas das suas protuberâncias (ceratos), conseguindo que funcionem tal como o fariam na anêmona original.

Fonte: Ciências às Cores

lesmadomar2

Published in: on 07/02/2013 at 23:39  Deixe um comentário  
Tags: , , , ,