13 de Maio – Dia do Zootecnista

Embora existam hoje 86 universidades e faculdades de Zootecnia em funcionamento em todas as regiões geográficas do Brasil, o curso e a profissão ainda não são suficientemente conhecidos da sociedade.

No dia 13 de maio comemora-se nacionalmente o dia do Zootecnista. Nessa data, no ano de 1966, foi criado o primeiro curso de Zootecnia no Brasil. A profissão foi regulamentada em 4 de dezembro de 1968 pela Lei Federal número 5.550. Quem se forma no curso de zootecnia recebe o título acadêmico-profissional de zootecnista.

A zootecnia é a ciência que visa aproveitar as potencialidades dos animais domésticos e domesticáveis, com a finalidade de explorá-los racionalmente como fonte alimentar e outras finalidades junto aos seres humanos, ciência aplicada que trata da adaptação dos animais com potencialidades de domesticação ao ambiente criatório e, desta forma, aproveitá-los com a finalidade nutricional e econômica.

O Zootecnista é o profissional habilitado para atuar na produção animal; as principais áreas de atuação são: Nutrição e Alimentação, Forragens, Genética e Melhoramento, Reprodução, Manejo, Instalações, Higiene, Tecnologia de Produtos e Derivados de Origem Animal e Administração Rural.

O Zootecnista pode atuar em qualquer atividade de Produção Animal, desde a concepção do projeto, até ao desenvolvimento de dietas e supervisão de vacinas; fábricas de Ração ou dispensão do mesmo; frigoríficos; centrais de Inseminação; empresas privadas com foco na produção animal; representação e venda de produtos relacionados com a produção animal; laboratórios de análise de alimentos destinados a animais; laboratórios de Genética Zootécnica; Produção, Implantação e Manejo de Pastagens; Melhoramentos Genético dos Rebanhos e Pastagens; Planejamento e Execução de projetos de Instalações para Produção Animal; Prevenção de Enfermidades; Manejo e Criação de Animais Silvestres; Pesquisa nas áreas de Produção Animal; Ensino de Zootecnia e Administração de Propriedades Rurais e Industrias do gênero.

É uma área do conhecimento que reúne um largo espectro de campos dos saberes, onde estão compreendidos o planejamento, a economia, a administração, assim como, o melhoramento genético, a ecologia, a sustentabilidade, a ambiência, a biotecnologia, a reprodução, a saúde, o bem-estar e o manejo.

Também engloba a nutrição, alimentação, formação e produção de pastos e forragens, sistemas de produção animal e industrialização propiciando de forma integral, em sua área de atuação, a qualidade de vida da sociedade.

Fonte: Jornal da Ciência / Portal São Francisco

dia-da-zootecnia

Anúncios
Published in: on 12/05/2016 at 23:47  Deixe um comentário  
Tags: , ,

12 de Julho – Dia do Engenheiro Florestal

O dia 12 de julho é dedicado ao Engenheiro Florestal. Este profissional tem um vasto campo de ação, lutando contra pragas, erosões e incêndios, além de atuar em estudos e projetos para renovação e conservação de ecossistemas. Para isso precisa ter boas noções de topografia, ecologia, legislação ambiental, hidrologia e até bioquímica.

O aproveitamento racional da floresta, o reflorestamento, a produção de sementes e o impacto das indústrias de móveis, papel e celulose são uma constante preocupação na vida dos engenheiros florestais. Há um uso indiscriminado de corte de árvores, desde o uso de madeira nobre para a manufatura do carvão, até a exportação. Os engenheiros florestais são os profissionais que trabalham para manter a floresta viva.

O Brasil é muito rico em florestas e a maior parte delas é de domínio público. São as chamadas Flonas – abreviação de Florestas Nacionais – áreas que possuem cobertura florestal nativa ou reflorestada, e que possuem o plantio ou a retirada de madeiras de forma controlada. As Flonas servem para pesquisas científicas e garantem a proteção das espécies, belezas naturais, sítios históricos e arqueológicos, e dos recursos hídricos.

A data foi escolhida em homenagem a São João Gualberto que, de acordo com a tradição da Igreja Católica, também se dedicou ao cultivo de bosques florestais. Seu lema era “conservar e saber usar”.

Fonte: Portoweb / JusBrasil

engenheiro-florestal

22 de Março – Dia Mundial da Água – World Water Day

O Dia Mundial da Água foi criado pela ONU (Organização das Nações Unidas) no dia 22 de março de 1992. O dia 22 de março, de cada ano, é destinado a discussão sobre os diversos temas relacionadas a este importante bem natural.

Mas porque a ONU se preocupou com a água se sabemos que dois terços do planeta Terra é formado por este precioso líquido? A razão é que pouca quantidade, cerca de 0,008 %, do total da água do nosso planeta é potável (própria para o consumo). E como sabemos, grande parte das fontes desta água (rios, lagos e represas) está sendo contaminada, poluída e degradada pela ação predatória do homem. Esta situação é preocupante, pois poderá faltar, num futuro próximo, água para o consumo de grande parte da população mundial. Pensando nisso, foi instituído o Dia Mundial da Água, cujo objetivo principal é criar um momento de reflexão, análise, conscientização e elaboração de medidas práticas para resolver tal problema.

No dia 22 de março de 1992, a ONU também divulgou um importante documento: a “Declaração Universal dos Direitos da Água”. Este texto apresenta uma série de medidas, sugestões e informações que servem para despertar a consciência ecológica da população e dos governantes para a questão da água.

Mas como devemos comemorar esta importante data? Não só neste dia, mas também nos outros 364 dias do ano, precisamos tomar atitudes em nosso dia-a-dia que colaborem para a preservação e economia deste bem natural. Sugestões não faltam: não jogar lixo nos rios e lagos; economizar água nas atividades cotidianas (banho, escovação de dentes, lavagem de louças etc); reutilizar a água em diversas situações; respeitar as regiões de mananciais e divulgar ideias ecológicas para amigos, parentes e outras pessoas.

International World Water Day is held annually on 22 March as a means of focusing attention on the importance of freshwater and advocating for the sustainable management of freshwater resources.

An international day to celebrate freshwater was recommended at the 1992 United Nations Conference on Environment and Development (UNCED). The United Nations General Assembly responded by designating 22 March 1993 as the first World Water Day.

Fonte: Sua Pesquisa / World Water Day

agua2

12 de Fevereiro – Dia de Darwin – Darwin Day

O Dia de Darwin é comemorado na data de seu aniversário, 12 de fevereiro. Um grande cientista, cuja efígie está registrada nas notas de 10 libras britânicas, uma homenagem mais que justa a um homem brilhante, que modificou a história e o pensamento da ciência com sua teoria da evolução das espécies por seleção natural.

Charles Robert Darwin (Shrewsbury, 12 de Fevereiro de 1809Downe, Kent, 19 de Abril de 1882) foi um naturalista britânico que alcançou fama ao convencer a comunidade científica da ocorrência da evolução e propor uma teoria para explicar como ela se dá por meio da seleção natural e sexual. Esta teoria se desenvolveu no que é agora considerado o paradigma central para explicação de diversos fenômenos na Biologia. Foi laureado com a medalha Wollaston concedida pela Sociedade Geológica de Londres, em 1859.

Darwin começou a se interessar por história natural na universidade enquanto era estudante de Medicina e, depois, Teologia. A sua viagem de cinco anos a bordo do brigue HMS Beagle e escritos posteriores trouxeram-lhe reconhecimento como geólogo e fama como escritor. Suas observações da natureza levaram-no ao estudo da diversificação das espécies e, em 1838, ao desenvolvimento da teoria da Seleção Natural. Consciente de que outros antes dele tinham sido severamente punidos por sugerir ideias como aquela, ele as confiou apenas a amigos próximos e continuou a sua pesquisa tentando antecipar possíveis objeções. Contudo, a informação de que Alfred Russel Wallace tinha desenvolvido uma ideia similar forçou a publicação conjunta das suas teorias em 1858.

Em seu livro de 1859, “A Origem das Espécies”, ele introduziu a ideia de evolução a partir de um ancestral comum, por meio de seleção natural. Esta se tornou a explicação científica dominante para a diversidade de espécies na natureza. Ele ingressou na Royal Society e continuou a sua pesquisa, escrevendo uma série de livros sobre plantas e animais, incluindo a espécie humana, notavelmente “A descendência do Homem e Seleção em relação ao Sexo” (1871) e “A Expressão da Emoção em Homens e Animais” (1872).

Em reconhecimento à importância do seu trabalho, Darwin foi enterrado na Abadia de Westminster, próximo a Charles Lyell, William Herschel e Isaac Newton. Foi uma das cinco pessoas não ligadas à família real inglesa a ter um funeral de Estado no século XIX.

Darwin Day is a recently instituted celebration intended to commemorate the anniversary of the birth of Charles Darwin on February 12, 1809. The day is used to highlight Darwin’s contribution to science and to promote science in general.

Fonte: Uma Malla pelo Mundo / Wikipédia

darwin4

Como cuidar de camélias

A camélia é uma planta bonita por várias razões: é um arbusto formado por uma folhagem brilhante que se mantém firme o ano todo e, nos meses que correspondem ao outono e inverno, cobre-se de uma floração espetacular. As flores, exuberantes, até serviram de inspiração para a criação de “A Dama das Camélias”, livro de Alexandre Dumas Filho que foi reproduzido no cinema. Dependendo da variedade, as flores da camélia podem ser brancas, rosadas ou vermelhas e servem tanto para enfeitar o jardim como decorar ambientes internos.

Dentro de casa, as flores colhidas podem durar vários dias, desde que não se toque nas pétalas. Quando tocadas, as pétalas da camélia cobrem-se de manchas amarronzadas que comprometem o visual.

As folhas, resistentes e brilhantes, são também muito decorativas e excelente acompanhamento até para outras flores, funcionando como uma bonita folhagem em arranjos florais. Para que durem bastante, uma boa dica é deixar os galhos com as folhas imersos profundamente em água, durante poucos minutos. Mas atenção: faça isso apenas com as folhas e nunca com as flores.

A arte de criar arranjos florais associados à filosofia e tradição japonesa – conhecida como Ikebana – faz muito uso das folhas e flores da camélia.

Nome científico: Camellia japonica

Família: Teáceas

Origem: Asiática, principalmente das regiões do Japão e Coréia

Características: Arbusto que conserva sua folhagem sempre-verde durante o ano todo. Produz flores isoladas, de incrível beleza nas cores branca, rosa e vermelha.

Época de floração: outono e inverno

Reprodução: A camélia reproduz-se por sementes, estacas retiradas das pontas dos ramos de plantas adultas e sadias e, também, por alporquia (este método é o mais complicado e exige muito conhecimento). Em viveiros, é possível adquirir mudas de camélia já crescidas, o que facilita bastante o cultivo.

Solo: Rico em matéria orgânica. Para o plantio em vasos, recomenda-se a seguinte mistura: 2 partes de terra comum, 1 parte de terra vegetal e 1 parte de composto orgânico (pode-se também usar húmus de minhoca).

Cultivo: O clima ideal para o cultivo é o ameno, pois a planta não adapta-se bem a temperaturas elevadas. Por outro lado, a camélia é bem resistente ao frio, inclusive às geadas. Pode ser cultivada à meia-sombra, desde que receba luz solar direta algumas horas por dia. As regas devem ser freqüentes nos primeiros meses após o plantio da muda e, depois, podem ser espaçadas, evitando o encharcamento do solo.

Adubação: Para estimular a floração, pode-se incorporar à terra uma mistura de 100g de farinha de osso com 50g de torta de mamona (à venda em lojas de produtos para jardinagem e garden center).

Podas: Para manter um visual equilibrado, principalmente na camélia cultivada em um jardim, recomenda-se uma poda de formação, após o término da floração.

Pragas e doenças: As camélias em geral; são bem rústicas e resistentes, mas em condições adversas podem ser atacadas por pulgões, cochonilhas e até por formigas que costumam atacar as folhas novas. Quanto às doenças, quando há excesso de água das regas, podem surgir doenças causadas por fungos, que aparecem na forma de manchas semelhantes à ferrugem nas folhas.

Dicas: Para afastar pulgões, ferver algumas folhas de arruda, coar e diluir em um pouco de água. Borrifar nas folhas e brotos atacados. O chá feito com folhas de losna combate pulgões e também cochonilhas.

Fonte: Jardim de Flores

camélia

Published in: on 03/01/2014 at 00:36  Deixe um comentário  
Tags: , , , ,

11 de Dezembro – Dia Internacional da Montanha – International Mountain Day

A Organização das Nações Unidas para a Agricultura e Alimentação (FAO) decidiu dedicar o dia 11 de dezembro às montanhas. Elas desempenham uma importante função na vida de todos nós. É lá que está armazenado o elemento vital da vida: a água doce. E a energia, quem sabe do futuro, também é procedente de lá.

Nas suas encostas estão escondidas muitas espécies endemicas, por isso foi batizada como “ilha da biodiversidade”. Mas a sua magnitude não é assim tão poderosa quanto julgamos. É certo que a maioria das palavras que associamos às montanhas giram à volta de “estabilidade” e “força”; mas, a realidade é bem diferente. A sua verticalidade e contornos mostram bem aquilo que elas são: frágeis e instáveis; pelo que devido a esses fatores, os ecossistemas montanhosos e os seus habitantes estão em maior risco de inundações, períodos de seca, erupções vulcânicas, terremotos e outras catástrofes naturais.

Não podemos ignorar que este pode constituir um grave problema para a humanidade, sobretudo quando os dados revelam que as montanhas e terras altas cobrem 25% da superfície terrestre e nelas vivem uma em cada duas pessoas.

A realidade é que nunca antes foi tão importante a gestão dos ecossistemas montanhosos e dos recursos hídricos que elas mantem. A deflorestação das montanhas, a indústria mineira, a agricultura e a extensão das cidades, assim como o aquecimento global do planeta, estão a afetar gravemente as bacias hidrográficas das montanhas.

A procura mundial de água doce tem crescido velozmente, ao passo que a população mundial duplicou num século, a procura de água aumentou seis vezes. A escassez começa a ser temida, pois caso a tendência atual prossiga, em 2050 cerca de 4200 milhões de pessoas viverão em países sem condições para satisfazer a necessidade diária mínima de água por pessoa, segundo um estudo recente do Fundo de População das Nações Unidas.

International Mountain Day is an opportunity to create awareness about the importance of mountains to life, to highlight the opportunities and constraints in mountain development and to build partnerships that will bring positive change to the world’s mountains and highlands.

It was the UN General Assembly who designated 11 December, from 2003 onwards, as “International Mountain Day”. This decision results from the success of the UN International Year of Mountains in 2002, which increased global awareness of the importance of mountains, stimulated the establishment of national committees in 78 countries and strengthened alliances through promoting the creation of the International Partnership for Sustainable Development in Mountain Regions, known as the Mountain Partnership (WSSD, Johannesburg, 2 September 2002).

Fonte: FAO / CONFAGRI Mundo Rural

montanha

21 de Novembro – Dia Mundial da Pesca – World Fisheries Day

O Dia Mundial da Pesca é comemorado anualmente em 21 de novembro em todo o mundo pelas comunidades de pescadores, através de comícios, seminários, reuniões públicas, programas culturais, dramatizações, exposições, show de música e demonstrações de destacar a importância da manutenção da pesca do mundo.

Alertas repetidos têm sido emitidos pelas agências da ONU sobre a inquietante situação da pesca no mundo. Os últimos relatórios dizem que 52% dos recursos pesqueiros já estão “plenamente explorados”; 25% sobreexplorados (dos quais 7% já esgotados); e 20% “moderadamente explorados”. E as duas regiões em que a situação mais preocupa são o Atlântico Sul e o Nordeste.

Fora a produção das aquiculturas, 95 milhões de toneladas são pescadas anualmente. Somada a produção das aquiculturas, são mais de 140 milhões de toneladas por ano, das quais 105,6 milhões se destinam a consumo humano (que dobrou em 30 anos) e o restante à produção de farinha de pescado (para alimentar peixes) e azeite. É um setor bastante subsidiado, com US$ 15 bilhões anuais, segundo o Banco Mundial. As exportações já totalizam US$ 71 bilhões por ano. O consumo médio no mundo é de 16 quilos anuais por pessoa; no Brasil, 7 quilos (8% do consumo de carnes).

Complicado é que as previsões da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO) afirmam que, apesar da crise, a pressão sobre os estoques triplicará até 2050, no ritmo atual. E continua a perder-se 20% do que é pescado, com peixes presos acidentalmente nas redes. Nos oceanos, o número de zonas mortas dobrou em 15 anos, principalmente por causa do lixo plástico que a elas chega – média de 18 mil fragmentos por quilômetro quadrado – e dos resíduos de fertilizantes usados na agricultura (100 milhões de toneladas por ano chegam aos oceanos). Sessenta por cento dos ecossistemas e da biodiversidade em águas profundas e em alto mar estão em perigo, com ameaças crescentes, diz o Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente, num estudo conjunto com a União Internacional para Conservação da Natureza.

A Associação Americana para o Progresso da Ciência fez um apelo para que se embargue a pesca em águas profundas, a mais de 500 metros, onde está sendo perdida a biodiversidade, antes mesmo de estudada – e perdida com a pesca por embarcações moderníssimas, que recebem US$ 152 milhões por ano em subsídios para 1,1 bilhão de litros de combustíveis que usa.

World Fisheries Day is celebrated every year on November 21 throughout the world by the fisherfolk communities. Fishing communities worldwide celebrate this day through rallies, workshops, public meetings, cultural programs, dramas, exhibition, music show, and demonstrations to highlight the importance of maintaining the world’s fisheries.

Aquacultura ou aquicultura é o cultivo de organismos aquáticos, incluindo peixes, moluscos, crustáceos, anfíbios e plantas aquáticas para uso do homem.

Fonte: Special Forever / eAgora / Wikipédia

pesca3

13 de Outubro – Dia Internacional para a Redução das Catástrofes Naturais – International Day for Natural Disaster Reduction

Em 2009, a Assembleia Geral da ONU designou o dia 13 de Outubro para a celebração do Dia Internacional para a Redução das Catástrofes Naturais (resolução 54/200 de 21 de Dezembro), como um meio de promover uma cultura mundial de redução das catástrofes naturais, nomeadamente de prevenção e preparação para catástrofes e de atenuação dos seus efeitos.

São catástrofes naturais: as inundações, as cheias, os desmoronamentos, os furacões, as secas, as desertificações, as ondas de calor, as ondas de frio, as avalanches, os sismos e os vulcões.

The International Day for Disaster Reduction started in 1989 with the approval by the United Nations General Assembly. The UN General Assembly sees the IDDR as a way to promote a global culture of disaster reduction, including disaster prevention, mitigation and preparedness. Originally celebrated on the second Wednesday of October (resolution 44/236, 22 December 1989), the UN General Assembly decided to designate October 13th as the date to celebrate the IDDR (resolution 64/200, 21 December 2009).

redução_catástrofe2

Fonte:  Nosso São Paulo / UNISDR

28 de Julho – Dia Mundial da Conservação da Natureza – World Nature Conservation Day

O Dia Mundial da Conservação da Natureza foi criado pela Assembleia Geral das Nações Unidas e comemora-se a 28 de julho. Este dia tem como objetivo chamar a atenção para os problemas da conservação da Natureza.

Algumas regras para conservar a natureza:

1. Não jogar lixo nas ruas. O lixo entope os bueiros, atraindo ratos e baratas, diminuindo a vazão das águas pluviais, o que aumenta o risco de enchentes, torna a cidade suja, causa mau cheiro, etc. Jogue lixo na lixeira.

2. Não destruir as árvores urbanas, pois estas amenizam o calor, facilitando o tráfego de pessoas, dão abrigo aos pássaros e embelezam a cidade.

3. Evitar ao máximo utilizar produtos descartáveis.

4. Reutilizar tudo o que puder: plásticos, latas, garrafas, etc.

5. O turismo predatório é um dos grandes responsáveis pela poluição do meio ambiente. Não jogue lixo nas praias, lagos e parques. O campista deve sempre enterrar o lixo do acampamento.

6. Nunca jogue cigarro aceso pela janela do carro ou mesmo quando estiver caminhando pelo mato. Na seca isso poderá causar incêndios. Quando a vegetação é queimada, o solo empobrece, milhares de animais são mortos, o clima altera a paisagem.

7. Não se omita frente a degradação do meio ambiente. Denuncie aos órgãos competentes os atos de degradação ambiental, e exija também do Estado uma ação efetiva de proteção ambiental.

8. A conservação do meio ambiente é responsabilidade de todos, pois todos nós fazemos parte da Natureza Mãe.

The United Nations proclaimed July 28 the World Nature Conservation Day.

Fonte: UN / Wikipédia / Língua Pátria

conservacao_natureza

Published in: on 26/07/2013 at 00:39  Deixe um comentário  
Tags: , , , , , , ,

3 de Junho – Dia Nacional da Educação Ambiental

A Lei número 12.633 estabelece o dia 3 de junho como o Dia Nacional da Educação Ambiental.

As últimas cinco décadas marcaram toda humanidade com profundas mudanças na relação homem-sociedade-natureza, engendradas a partir da Revolução Industrial. Notadamente com o advento das novas tecnologias de produção e, mais recentemente, com as tecnologias de informação, as sociedades modernas e suas organizações puderam usufruir dos avanços de bens e serviços que estabeleceram novos patamares de acesso e consumo.

No entanto, esse modelo de desenvolvimento, que perdura até os dias atuais, também trouxe ao conjunto da humanidade graves consequências ambientais como o aquecimento global, a poluição e escassez da água, a poluição do solo e do ar com efeitos nefastos à biodiversidade do planeta e o acentuado problema do desmatamento das florestas. Esses fatos ensejaram, nos últimos trinta anos, o surgimento de movimentos ambientalistas em todo o mundo com o fim de combater os exageros promovidos pelas ações muitas vezes irresponsáveis cometidas pelo atual modelo econômico. E, para esses movimentos, corretamente, o tema Educação Ambiental reveste-se da maior importância, pois é capaz de otimizar, enraizar e consolidar uma prática ecológico ambiental que deve moldar um novo comportamento individual e coletivo na perspectiva da construção de uma ética ambiental.

Fonte: AG Solve

educação_ambiental

Published in: on 31/05/2013 at 02:09  Deixe um comentário  
Tags: , ,