9 de Dezembro – Dia do Fonoaudiólogo

Quem cuida dos distúrbios da fala, audição, escrita, leitura e demais problemas que afetam a comunicação humana é o fonoaudiólogo – profissional da área de saúde com formação superior em Fonoaudiologia.

A profissão foi regulamentada no Brasil em 9 de dezembro de 1981 através da Lei número 6.965, daí a razão da escolha da data para homenagear os fonoaudiólogos.

De acordo com o Conselho Federal de Fonoaudiologia, Audiologia, Linguagem, Motricidade Oral e Voz são as especialidades reconhecidas na profissão e, consequentemente, áreas de atuação do fonoaudiólogo.

Fonte: IBGEteen

fonoaudiologo

 

Published in: on 09/12/2016 at 02:16  Deixe um comentário  
Tags: , ,

9 de Dezembro – Dia Internacional Contra a Corrupção – International Day Against Corruption

Em 9 de dezembro comemora-se o Dia Internacional Contra a Corrupção, porque foi nessa data que o Brasil e mais 111 países assinaram a Convenção das Nações Unidas contra a Corrupção, na cidade mexicana de Mérida, em 2003. Em maio de 2005, o Congresso Nacional brasileiro aprovou o texto.

A Convenção é o mais completo documento internacional juridicamente vinculante, que obriga cumprimento. Ela prevê a cooperação para recuperar somas de dinheiro desviadas dos países, por meio de rastreamento, bloqueio e devolução de bens e também a criminalização do suborno e lavagem de dinheiro.

A ONG Transparência Internacional divulgou no dia17/11/2009, um relatório sobre corrupção mundial. Segundo o estudo ela está disseminada na América Latina como reflexo de instituições fracas, práticas de governabilidade deficientes e ingerência excessiva de interesses privados.

O índice é feito com base numa escala  de 0 a 10. Quanto menor a pontuação, maior a corrupção. Dos países americanos analisados, quem apresenta menor taxa de corrupção é o  Canadá com 8,7 pontos. Em seguida estão os Estados Unidos. Das nações latino-americanas, o Chile (6,7) e o Uruguai (6,7) são os dois mais bem colocados.

As pontuações baixas da maioria dos países latino-americanos refletem o fato de que as instituições fracas, as práticas de governabilidade deficientes e a excessiva ingerência dos interesses privados continuam frustrando as iniciativas para promover um desenvolvimento equitativo e sustentável.

O Brasil recebeu 3,7 pontos, passando da 80ª  colocação em 2008  para 75ª.  A situação do Brasil é comparável a da América Latina como um todo: dos 31 países da região, 21 receberam nota abaixo de 5. Economias líderes na região, que deveriam se tornar bastiões anticorrupção, foram sacudidas por escândalos envolvendo impunidade, subornos, corrupção política e abuso da máquina pública.

Quem apresenta menor índice de corrupção no mundo é a Nova Zelândia, seguida da Dinamarca (líder em 2008) e quem apresenta maior taxa são países marcados por instabilidade política ou guerras como Somália, Afeganistão e Mianmar.

O índice é feito com base num relatório  que ouve especialistas e empresários em 180 países, convidados a dar sua opinião sobre a percepção que têm da corrupção existente entre funcionários públicos e políticos de seus países.

Starting 2004, December 9 has been officially declared  by the United Nations as the U.N. International Day Against Corruption.

Fonte: OLAF / Sebrae / Jornal WEB

corrupcao

 

Published in: on 09/12/2016 at 02:01  Deixe um comentário  
Tags: , ,

1º de Dezembro – Dia do Numismata

1º de dezembro é o Dia do Numismata. Essa data foi escolhida por reunião da Sociedade Numismática Brasileira por ser o dia, no calendário católico, de Santo Eloi (ou Elígio), padroeiro dos numismatas.

Numismática  é a ciência que tem por objetivo o estudo das moedas e das medalhas. A preocupação principal da numismática é a moeda, enquanto peça cunhada.

Cabe ao numismata analisar as moedas por diferentes métodos e buscando nelas diferentes informações. Durante esse processo o numismata fará uso de conhecimentos adquiridos através de outras disciplinas como a história, a simbologia, a epigrafia, a heráldica, a geografia, a economia, e noções dos processos de metalurgia, e da evolução nas artes, entre outros campos que podem ser abordados.

A numismática clássica divide-se em duas partes distintas: a teórica, que estuda a nomenclatura numismática e os métodos de classificação e conservação das moedas; e a histórica, que estuda o desenvolvimento da moeda nas diferentes partes do mundo ou de uma região específica, promovendo também a classificação de suas emissões.

Distingue-se numismática do colecionismo, uma vez que a primeira trata do estudo das moedas, ao passo que o colecionismo está mais relacionado à posse das moedas. O uso do termo “numismática” como sinônimo de colecionismo está relacionado ao fato de muitos estudiosos também possuírem coleções particulares, e de colecionadores, por vezes, efetuarem breves pesquisas sobre suas moedas.

Há também de se considerar que no início a numismática se desenvolveu dentro das coleções de museus europeus, e, na falta de informação, dependia inteiramente da análise “palpável” dos exemplares. Por tanto, se fazia necessário possuí-los.

Na atualidade, desenvolveu-se também o conceito de colecionar moedas como forma de investimento, visto que as moedas costumam se valorizar com o passar dos anos e, dessa forma, podem garantir lucro aos “investidores” no momento da revenda. Mesmo a coleção de moedas recentes pode se tornar uma fonte de forte valorização. Há vários casos de moedas recentes valorizarem até 5000% comparado ao valor de face.

A numismática desenvolveu-se no Brasil, principalmente a partir do século XIX, seguindo em parte o modelo europeu.

A aristocracia teve papel fundamental para o desenvolvimento da numismática no Brasil, por ser a classe mais instruída e também por ter condições de formar coleções numismáticas, lembrando-se que na época as coleções deviam se formar basicamente de moedas greco-romanas. Temos também a contribuição especial do imperador Dom Pedro II, amante das artes e da história e que frequentemente fazia viagens ao exterior donde trazia “lembranças”. Com o fim do Império, a maior parte da produção numismática brasileira ficou restrita a museus e a trabalhos realizados por poucos pesquisadores principalmente no eixo das cidades do Rio de Janeiro e de São Paulo, quadro que começou a se alterar com a popularização das feiras de antiguidade e com a criação de sociedades numismáticas no país.

Apesar dos esforços, a numismática no Brasil não é tão bem difundida como em outros países. Ainda assim, possui vários grupos de colecionadores bem organizados, cursos e literatura sobre sua evolução no país.

Fonte: Wikipédia

numismata

 

31 de Dezembro – Corrida Internacional de São Silvestre

Em meio às comemorações de um novo ano, o povo de São Paulo aprendeu a conviver com uma outra festa: a Corrida de São Silvestre. Para os atletas, o clima e a receptividade do povo paulistano não poderia ser melhor. Logo cedo, no dia 31 de dezembro, as ruas da cidade anunciam o espetáculo, principalmente a avenida Paulista, ponto de chegada e partida de quinze mil corredores.

Esse rito se repete há quase oito décadas. Tudo começou com o jornalista Cásper Líbero, que se inspirou numa corrida noturna francesa em que os competidores carregavam tochas de fogo durante o percurso. Era o ano de 1924. Depois de assistir ao evento em Paris, ele não teve dúvidas de trazer o projeto para São Paulo. À meia-noite de 31 de dezembro daquele mesmo ano foi disputada a primeira São Silvestre, que homenageia o Santo do dia.

A participação, contudo, ficou restrita aos homens e coube a Alfredo Gomes, atleta do Clube Espéria, escrever o seu nome na história desta prova como o primeiro vencedor. Naquela época, as corridas de rua eram praticadas de forma esporádica no Interior e na Capital paulista, o que acabou contribuindo decisivamente para o desenvolvimento do pedestrianismo no Brasil.

Cásper Líbero era um apaixonado pelo esporte e, mesmo diante das maiores dificuldades, como nas edições de 1932 durante a Revolução Constitucionalista, em que os paulistas lutaram contra outros estados do país, e em plena II Guerra Mundial, não mediu esforços para que a prova acontecesse. Quando veio a falecer, em 1943, a competição já tinha conquistado os paulistanos e continuou mais viva ainda.

Até a sua 20ª edição, a São Silvestre era disputada somente por brasileiros. A partir de 1945, assumiu caráter internacional com a presença de convidados do Chile e Uruguai. Depois disso, correram pelas ruas de São Paulo atletas americanos, europeus, africanos e asiáticos. Na nova fase, o atletismo nacional saiu-se vitorioso somente nos dois primeiros anos, quando Sebastião Monteiro cruzou em primeiro a linha de chegada.

Quando a ONU instituiu o Ano Internacional da Mulher, em 1975, o jornal A Gazeta Esportiva, organizador da prova e de olho nos acontecimentos mundiais, instituiu a primeira competição feminina, que foi realizada em conjunto com a masculina, mas com a classificação em separado. A campeã da inédita prova foi a alemã Christa Valensieck, que voltou para repetir o feito no ano seguinte.

A 74ª edição ganhou mais duas novidades: chip para os corredores de elite e a abertura das duas pistas da Paulista para a chegada. As mudanças tiveram o objetivo de preparar a prova para a virada do século, bem como aumentar o número de participantes, ambas com sucesso.

A 89ª edição da Corrida Internacional de São Silvestre recebeu o número recorde de inscrições. Em 2013, serão 27, 5 mil corredores que participarão da prova. Nos últimos dois anos o número de inscritos ficou na casa dos 25 mil.

A tradicional corrida de 15 quilômetros, que passa por alguns pontos turísticos da capital, como Avenida Paulista, Teatro Municipal, Estádio do Pacaembu, entre outros, é última etapa do calendário de provas de rua do ano. São 27, 5 mil vagas à disposição dos atletas profissionais e amadores. Neste ano, a largada será às 9h. As pessoas com necessidades especiais largarão às 6h50.

Fonte: Site da São Silvestre / G1

corrida

Published in: on 21/12/2013 at 02:06  Deixe um comentário  
Tags: , ,

28 de Dezembro – Dia do Petroquímico

A petroquímica é a atividade industrial de produção de derivados de petróleo, normalmente a partir da separação dos componentes do petróleo por destilação. No Brasil, o petróleo é encontrado em águas oceânicas profundas, o que encarece a sua extração. O maior estado produtor é o Rio de Janeiro, na Bacia de Campos, cuja contribuição é de quase 75%. A cidade-base de exploração desse mineral é Macaé. A petroquímica cresceu vertiginosamente nesse último século, com a necessidade de substitutos mais lucrativos para diversos produtos, como por exemplo o algodão, o marfim, a madeira, etc. A indústria de plástico, chamada de indústria da 3ª geração, é uma indústria que sobrevive do petróleo e seus gases. Os países com indústrias petroquímicas de maior porte são os Estados Unidos, Canadá, as potências europeias e o Japão.

A indústria petroquímica e todas as indústrias relacionadas a ela ainda são as grandes propiciadoras de empregos para o engenheiro químico. Mesmo assim, há espaço para desenvolvimento de outras áreas, como a que se preocupa com o tratamento de resíduos e com a poluição ambiental.

A petroquímica manda no mundo industrial. Hoje, com as novas tecnologias, não há consenso sobre o fim do combustível. Há reservas provadas e prováveis e o horizonte é bastante amplo ainda. O que tem de se buscar é o uso racional e a reciclagem de materiais.

Há estudos que afirmam que o combustível deve durar mais 150 anos ainda. Isso porque cada jazida oferece apenas 30% de sua capacidade, por dificuldades de exploração. Com novas tecnologias, o combustível que sobrou poderá ser explorado.

Para trabalhar como engenheiro químico, o profissional precisa se registrar no Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia (Crea).

Fonte: G1 / Wikipédia

petroquimico1

25 de Dezembro – Natal

Natal é a festa cristã que celebra o nascimento de Jesus Cristo. A data é comemorada dia 25 de dezembro pela Igreja Católica Romana e dia 7 de janeiro pela Igreja Ortodoxa.

Depois da Páscoa, o Natal é a festa mais respeitada pela Igreja. Apesar de ser uma festa cristã, é considerada universalmente por pessoas de diversos credos como o dia consagrado à reunião da família, à paz, à fraternidade e a solidariedade entre os homens.

A origem do termo Natal vem do latim “natális”, que significa nascer. Como adjetivo significa local onde aconteceu o nascimento de alguém. O Natal é comemorado como festa religiosa no dia 25 de dezembro desde o século IV pela Igreja Ocidental, e desde o século V pela Igreja Oriental. A celebração do Natal foi instituída oficialmente pelo Papa Libério, no ano 354 d.C. Segundo o almanaque romano a festa já era celebrada em Roma no ano 336 d.C.

Os preparativos para a festa são iniciados no final de novembro, o clima festivo permanece até o dia 06 de janeiro (Dia de Reis), quando de acordo com a tradição, os pinheiros são desmontados.

A ceia que acontece dia 24 de dezembro e o almoço do dia 25 é o momento da comemoração que proporciona a reunião das famílias, a troca de presentes. Dentre os vários pratos típicos saboreados na ceia está o peru. Além dos pratos, vários outros símbolos natalinos são de origem européia. O mito do Papai Noel foi inspirado em São Nicolau, um bispo católico que viveu no século IV e que tinha o hábito de presentear as crianças em dezembro.

Outros símbolos natalinos são o presépio, a árvore de Natal, as decorações natalícias, o amigo secreto.

Há muito tempo o Natal surgiu como forma de aquecer as vendas, nos países cristãos tornou-se o feriado mais rentável para o mercado, uma vez que tem como característica a troca de presentes entre família e amigos.

Fonte: Brasil Escola / Homem Sonhador – Oração Universal / Wikipédia

natal1

24 de Dezembro – Dia do Órfão

De acordo com dados da Unicef 3,7 milhões de crianças brasileiras são órfãs de pai ou de mãe. O Brasil está na nona posição entre os países em desenvolvimento com o maior número de órfãos no mundo. O maior número de órfãos, no entanto, está na Índia – mais de 25 milhões – mas os países onde a Aids tem forte incidência contam com números cada vez mais expressivos de órfãos.

Os dados da Unicef de 2005 revelam ainda que a perda do pai no Brasil é muito mais frequente que a da mãe para muitas crianças. No total, cerca de 3 milhões de crianças no País sofreram a morte do pai. Entre os órfãos de pai e mãe, o número chegaria a 150 mil.

A adoção é uma atitude de amor e carinho com uma criança desamparada, que perdeu os pais por algum motivo ou que foi abandonada. Além de amor e carinho, é necessária bastante responsabilidade.

É importante saber que, ao adotar uma criança, você estará tomando uma decisão para o resto de sua vida, pois a adoção é irrevogável. Além disso, a criança ou adolescente adotado passa a ter os mesmos direitos e deveres, inclusive hereditários, de um filho legítimo, como herança e sobrenome.

A adoção no Brasil foi reformulada pela Nova Lei de Adoção – Lei número 12.010 –  sancionada em 03 de agosto de 2009, publicada no Diário Oficial da União em 04 de agosto de 2009 e entrou em vigor em 04 de novembro.

Com a nova lei foi criado o Cadastro Nacional de Adoção, o qual reúne os dados das pessoas que querem adotar e das crianças e adolescentes aptos para a adoção, de modo a impedir a “adoção direta” (em que o interessado já comparece no Juizado da Infância e Juventude com a pessoa que quer adotar); também estabelece uma preparação psicológica, de modo a esclarecer sobre o significado de uma adoção e promover a adoção de pessoas que não são normalmente preferidas (mais velhas, com problemas de saúde, indígenas, negras, pardas e amarelas).

Traz o conceito de família extensa (ou ampliada), pelo qual se deve esgotar as tentativas de a criança ou adolescente ser adotado por parentes próximos com os quais o mesmo convive e mantém vínculos de afinidade e afetividade. Assim, por exemplo, tios, primos, e cunhados têm prioridade na adoção (não podem adotar os ascendentes e os irmão do adotando).

A família substituta é aquela que acolhe uma criança ou adolescente desprovido de família natural (de laços de sangue), de modo que faça parte da mesma.

Estabelece a idade mínima de 18 (dezoito) anos para adotar, independente do estado civil (casado, solteiro, viúvo, etc). Contudo, em se tratando de adoção conjunta (por casal) é necessário que ambos sejam casados ou mantenham união estável.

A adoção dependerá de concordância, em audiência, do adotado se este possuir mais de 12 (doze) anos.

Irmãos não mais poderão ser separados, devem ser adotados pela mesma família.

A adoção conjunta por união homoafetiva (entre pessoas do mesmo sexo) é vedada pela lei. Não obstante, o Poder Judiciário já se decidiu em contrário, em caso de união homoafetiva estável.
A gestante que queira entregar seu filho (nascituro) à adoção terá assistência psicológica e jurídica do Estado, devendo ser encaminhada à Justiça da Infância e Juventude.

A lei estabelece também como medida protetiva a figura do acolhimento familiar, a qual a criança ou o adolescente é encaminhado para os cuidados de uma família acolhedora, que cuidará daquele de forma provisória.

A lei ainda determina que crianças e adolescentes que vivam em abrigos (espécies de acolhimento institucional) terão sua situação reavaliada de seis em seis meses, tendo como prazo de permanência máxima no abrigo de dois anos, salvo exceções.

Em se tratando de adoção internacional (aquela na qual a pessoa ou casal adotante é residente ou domiciliado fora do Brasil), esta somente ocorrerá se não houver, em primeiro lugar, alguém da chamada família extensa habilitado para adotar, ou, em segundo, foram esgotadas as possibilidades de colocação em família substituta brasileira (se adequado no caso sob análise a adoção por esta). Por fim, os brasileiros que vivem no exterior ainda têm preferência aos estrangeiros.

Fonte: Bem Paraná / CEDI Câmara dos Deputados / Fórum Jurídico

orfao3

22 de Dezembro – Criação do Estado de Rondônia

A partir de 2009, Rondônia comemora oficialmente a sua criação no dia 22 de dezembro. A data foi estabelecida por meio do decreto 14.765, de 03 de dezembro de 2009, assinado pelo governador Ivo Cassol e pelo secretário-chefe da Casa Civil Odacir Soares. A medida tem como objetivo corrigir possíveis erros históricos, já que a Lei Complementar número 41, que cria o Estado de Rondônia, foi assinada no dia 22 de dezembro de 1981, pelo presidente da República João Figueiredo.

No mesmo decreto 14.765 fica especificado que a partir de 2009, o dia 22 de dezembro será a data reservada para as comemorações oficiais, mas não será feriado.

A transformação do Território Federal de Rondônia em Estado deu-se oficialmente em 22 de dezembro de 1981, mas sua instalação só ocorreu em 4 de janeiro do ano seguinte, data que passou a ser feita a comemoração até o ano de 2009.

O Projeto de Lei Complementar nº 221 foi encaminhado pelo presidente João Figueiredo em 17 de agosto de 1981 ao Congresso Nacional, que o aprovou, em primeira discussão, em 16 de dezembro do mesmo ano. Depois, foi concretizado com a Lei Complementar número 41 na segunda votação em 22 de dezembro, quando tomou posse também o primeiro governador, o coronel Jorge Teixeira de Oliveira, nomeado pelo então presidente.

Fonte: Portal do Governo do Estado de Rondônia

rondonia1

Published in: on 20/12/2013 at 22:43  Deixe um comentário  
Tags: ,

20 de Dezembro – Dia Internacional da Solidariedade Humana – International Human Solidarity Day

No âmbito da celebração da primeira Década das Nações Unidas para a Erradicação da Pobreza (1997-2006), a Assembleia Geral das Nações Unidas, decidiu proclamar 20 de dezembro de cada ano Dia Internacional da Solidariedade Humana (resolução 60/209). Nessa oportunidade, recordou que na Declaração do Milênio, os Chefes de Estado e de Governo, entre outras coisas, consideraram que a solidariedade era um dos valores fundamentais e universais em que se deveriam basear as relações entre os povos no século XXI.

In the Millennium Declaration world leaders identified Solidarity as one of the fundamental values essential to international relations in the twenty-first century and emphasized  that “Global challenges must be managed in a way that distributes the costs and burdens fairly in accordance with basic principles of equity and social justice. Those who suffer or who benefit least deserve help from those who benefit most.” In the context of globalization and the challenge of growing inequality, the strengthening of international solidarity and cooperation is indispensable for the realization of the Millennium Development Goals.

Convinced that the promotion of the culture of solidarity and the spirit of sharing was important for combating poverty, the General Assembly proclaimed 20 December as  International Human Solidarity Day.

Fonte: Celebremos a Paz / UN

solidariedade2

Published in: on 18/12/2013 at 01:43  Deixe um comentário  
Tags: ,

19 de Dezembro – Dia das APAEs

A APAE – Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais – é uma instituição que tem como princípio a promoção da pessoa com deficiência, promovendo sua qualidade de vida e buscando condições para que exerçam seus direitos de cidadania.

A Associação foi criada em 1954, com o incentivo de Berenice Bemise. A americana tinha uma filha portadora da Síndrome de Down, e ao tomar conhecimento que no Brasil não havia instituições que se dedicassem a esse tipo de deficiência, uniu-se a outros pais e, no dia 19 de dezembro do mesmo ano, fundou a primeira APAE no país. Daí a origem do Dia das APAEs.

A entidade que não tem fins lucrativos, logo foi se multiplicando. Em 1962, surge a Federação Nacional das Apaes, que tem hoje sede em Brasília (DF). Atualmente, o Movimento Apaeano, como é conhecido, representa a maior organização social de caráter filantrópico do país na sua área de atuação. São mais de 1.800 unidades favorecendo 230 mil pessoas portadoras de deficiências nas áreas de educação especial, habilitação e reabilitação, saúde, formação profissional e prevenção.

Fonte: Portoweb

apae1