Propriedades da Banana

A banana contém três açúcares naturais – sacarose, frutose e glicose, combinados com fibra. A banana dá uma instantânea e substancial elevação da energia. Pesquisas provam que apenas duas bananas fornecem energia suficiente para um treino de 90 minutos extenuantes. Não é à toa que a banana é a fruta número um dos maiores atletas do mundo.  Mas energia não é a única forma de uma banana poder nos ajudar a manter a forma. Pode também nos ajudar a curar ou prevenir um grande número de doenças, tornando-se uma obrigação adicionar a banana à nossa dieta diária.

Depressão: De acordo com recente pesquisa realizada pela MIND, entre pessoas que sofrem de depressão, as pessoas se sentiam melhores após ter comido uma banana. Isto porque a banana contém triptofano, um tipo de proteína que o corpo converte em seratonina, reconhecida por relaxar, melhorar o seu humor e, geralmente, fazem você se sentir mais feliz.

TPM:  Esqueça as pílulas, coma uma banana. A vitamina B6 regula os níveis de glicose no sangue, que podem afetar seu humor.

Anemia: contendo muito ferro, bananas estimulam a produção de hemoglobina no sangue e ajudam nos casos de anemia.

Pressão Arterial: Este fruto tropical é muito rico em potássio, mas reduzido em sódio, tornando-a perfeita para combater a pressão alta. Tanto é assim, que a Food and Drug Administration nos Estados Unidos, permitiu que a indústria da banana oficialmente informasse ao publico, que ao comer essa fruta, ela poderá reduzir o risco de pressão alta e infarto.

Cérebro: 200 estudantes da escola Twickenham na Inglaterra tiveram ajuda nos exames este ano, comendo bananas no café da manhã, lanche e almoço em uma tentativa de elevar sua capacidade mental. A pesquisa mostrou que o elevado teor de potássio na banana, pode ajudar a aprendizagem, tornando os alunos mais alertas.

Constipação: com elevado teor de fibra, incluir bananas na dieta pode ajudar a normalizar as funções intestinais, ajudando a superar o problema sem recorrer a laxantes.

Ressaca: uma das formas mais rápidas de curar uma ressaca é fazer uma vitamina de banana, adoçado com mel. A banana acalma o estômago e, com a ajuda do mel aumenta os níveis de açúcar no sangue, enquanto o leite suaviza e reidrata o sistema.

Azia: elas têm efeito antiácido natural no organismo, por isso, se você sofre de azia, experimente comer uma banana para aliviar.

Enjoo matinal: comer uma banana entre as refeições ajuda a manter os níveis de açúcar no sangue elevado e evita as náuseas.

Picadas de mosquito: antes do creme para picada de inseto, experimente esfregar a zona afetada com a parte interna da casca da banana. Muitas pessoas acham excelentes para reduzir o inchaço e a irritação.

Nervos: Bananas são ricas em vitaminas do complexo B que ajuda a acalmar o sistema nervoso.Excesso de peso e no trabalho? Estudos do Instituto de Psicologia na Áustria mostram que a pressão no trabalho leva à excessiva ingestão de alimentos como chocolate e biscoitos. Estudando 5000 pacientes em hospitais, pesquisadores concluíram que os mais obesos eram os que mais sofriam de pressão alta e ataques de ansiedade. O relatório desse estudo, concluiu que: para evitar que comamos biscoitos e doces quando estamos ansiosos, então é necessário que se coma alimentos ricos em carboidratos a cada duas horas para manter níveis estáveis de açúcar no sangue, e é aí que entra a nossa querida banana.

Úlceras: A banana é usada na dieta diária contra desordens intestinais pela sua textura macia e suavidade. É a única fruta crua que pode ser comida sem desgaste em casos de úlcera crônica. Também neutraliza a acidez e reduz a irritação, protegendo as paredes do estômago.

Controle de temperatura: Muitas culturas veem a banana como fruta ‘refrescante’, que pode reduzir tanto a temperatura física como emocional de mulheres grávidas. Na Tailândia, por exemplo, as grávidas comem bananas para os bebês nascerem com temperatura baixa.

Seasonal Affective Disorder (SAD): a banana auxilia os que sofrem SAD, porque contêm a vitamina B6 e Triptofano, que nos acalma e nos faz ficar bem humorados.

Fumar e Uso do Tabaco: As bananas podem ajudar as pessoas que tentam deixar de fumar. Vitaminas  A, B6 e B12, assim como o potássio e magnésio, ajudam o corpo a recuperar dos efeitos da retirada da nicotina.

Stress: O potássio é um mineral vital, que ajuda a normalizar os batimentos cardíacos, levando oxigênio ao cérebro e regula o equilíbrio de água no corpo. Quando estamos estressados, nossa taxa metabólica se eleva, reduzindo os níveis de potássio que podem ser reequilibrado com a ajuda da banana, que é rica em potássio.

Enfarto: de acordo com pesquisa publicado no New England Journal of Medicine, comer bananas como parte de uma dieta regular, pode reduzir o risco de morte por enfarto em até 40%!

Verrugas: os interessados em alternativas naturais juram que se quiser eliminar verrugas, pegar um pedaço de casca de banana e colocá-lo sobre a verruga, com o lado amarelo para fora. Segure cuidadosamente a casca no local com esparadrapo!

Assim, a banana é um remédio natural para muitos males. Quando você compará-lo com uma maçã, tem quatro vezes mais proteínas, duas vezes mais carboidratos, três vezes mais fósforo, cinco vezes mais vitamina A e ferro e o dobro das outras vitaminas e minerais. Também é rica em potássio e é um dos alimentos mais valiosos para nossa saúde. Então talvez seja hora de mudar essa frase em inglês, tão conhecida: “1 apple a day, keep the doctor away”, e que nós traduzindo deveríamos usar: “Uma banana por dia mantém o doutor sem freguesia!”

Bananas devem ser a razão pela qual os macacos são tão felizes o tempo todo! Vou acrescentar uma dica aqui; quer um brilho rápido nos sapatos? Pegue a parte de dentro da casca da banana e esfregue diretamente sobre o sapato… Passe após  um pano seco. Fruto incrível!

Fonte: FisioBrasil

bananas

Published in: on 16/02/2014 at 20:50  Deixe um comentário  
Tags: , , , ,

Oito Alimentos Para os Músculos

Uma das mais recentes boas novas na área de nutrição, divulgadas pela Universidade de Connecticut, EUA, lista oito alimentos de peso para aumentar a massa muscular. A genética ajuda. Quem tem uma combinação ideal de genes responsáveis pelo aumento das fibras musculares não precisa se esfalfar na academia. Para quem não tem essa vantagem, o conselho é buscar reforço numa dieta adequada. Setenta por cento da massa muscular resulta da alimentação e do descanso, enquanto os outros 30% vêm dos exercícios de força.

1) ovo, com gema: a proteína perfeita – O ovo é o alimento com o mais alto valor biológico. É verdade que a proteína da carne é mais eficiente para a construção muscular. Mas a gema, além da proteína, contém a vitamina B12, necessária para diminuir os níveis de gordura e ajudar na contração muscular. Consumir ovos com gema, sem medo, mas não fritos, porque cada um tem 120 calorias. Embora a gema ainda tenha a má fama de aumentar o teor de colesterol do sangue, é a maior fonte conhecida de colina, substância que ajuda a dissolver essa gordura nas artérias.

2) iogurte: porção de ouro – O iogurte tem aminoácidos essenciais em altas porcentagens. Esse alimento é decisivo no crescimento muscular, porque combina proteína e carboidrato em doses ideais. Um copo fornece 10% da nossa necessidade diária de proteína. A versão com frutas é ainda melhor, porque aumenta os níveis de insulina, uma das chaves para reduzir a perda protéica que costuma acontecer após o exercício. É uma boa fonte de cálcio, mineral importante para a contração muscular. Tomar um ou dois potes de iogurte diariamente. Sem açúcar ou adoçante é melhor, porque esses ingredientes diminuem a ação dos lactobacilos e também o teor de vitaminas do complexo B.

3) salmão: combustível do crescimento – Altamente protéico, tem grandes quantidades de ômega-3, uma gordura que ajuda na recuperação da massa muscular. Devido à ação antiinflamatória, permite a assimilação de novas proteínas pelas fibras. Consumir três vezes por semana, mas lembre-se: uma posta ou um filé médio de salmão tem 150 calorias. Para melhor aproveitar os nutrientes, prepare o peixe em baixa temperatura e evite cozinhar demais.

4) carne vermelha: rainha da creatina – Esse aminoácido é produzido no fígado e nos rins. Sem ele, não há energia. As carnes, principalmente a vermelha, são o alimento número 1 em quantidade de creatina, essencial para a construção muscular. Mais: contêm ferro, zinco, niacina (vitamina B3) e vitamina B12 – nutrientes cruciais para quem quer resultados. A carne vermelha deve ser consumida de duas a três vezes por semana. Um bife médio de carne magra tem de 150 a 200 calorias e não compromete a dieta.

5) azeite de oliva: o líquido da energia – A gordura monoinsaturada ômega-9 tem ação anticatabólica, ou seja, age contra inflamações, que provocam o desgaste e a fraqueza muscular. Usar de uma a duas colheres de sopa por dia, em saladas e também para cozinhar. Lembre-se, porém, de que cada colher conta 110 calorias.

6) amêndoas: remédio para a massa muscular – Elas são uma das maiores fontes da vitamina E alfatocoferol, a forma mais bem absorvida pelo corpo e um potente antioxidante, que pode ajudar a prevenir os danos provocados pelos radicais livres após o treino. E quanto menos agressões praticadas pelos radicais livres, mais rapidamente seus músculos vão se recuperar. Consumir 15 unidades por dia, no lanche ou na salada. Já que dão saciedade, comer cinco amêndoas antes do almoço e outras cinco antes do jantar pode aplacar a fome.

7) água: um banho de força – Oitenta por cento da massa muscular é composta de água. Mesmo uma diminuição tão pequena quanto 2%, por transpiração ou falta de ingestão, pode prejudicar a performance. Um estudo realizado na Alemanha dá conta de que quanto mais desidratado seu corpo estiver, mais lentamente ele vai utilizar a proteína para construir músculos. A perda excessiva de água reduz o consumo máximo de oxigênio, fator importante no desempenho físico. Um músculo com apenas 3% de desidratação, por exemplo, tem uma perda de 10% na força de contração e de 8% na velocidade de reação. Quando o músculo está desidratado, o cansaço chega rápido. Mesmo em repouso durante 24 horas, você perde 1 litro de água – 400 ml pela respiração e 600 ml através da pele. Ao se exercitar, essa perda aumenta. Por isso, beba água antes, durante e depois do exercício. O ideal é beber pequenos goles a cada 10 minutos. Se você esperar ficar com a boca seca, seus músculos já estarão sofrendo com a falta de água. A glicose (um derivado do carboidrato também necessário para o ganho de massa muscular) só é incorporada ao músculo na presença de água. Para cada grama de glicose armazenada no músculo e no fígado, são necessários 3 miligramas de água. Variar a quantidade de acordo com o clima e o treino. Para saber se você está ingerindo o necessário, observe a cor da urina. Quanto mais clara, mais bem hidratado está o organismo.

8) café: estimulante imbatível – Para ter mais gás durante o exercício anaeróbico (que não usa o oxigênio), caso da musculação, o cafezinho é tiro e queda. A cafeína é uma substância ergogênica, ou seja, melhora o desempenho, a concentração e a disposição para malhar. Além disso, o café aumenta o uso de gordura corporal para gerar energia. Beber de 30 a 60 minutos antes da atividade. Pode tomar até dois cafés expressos ou, então, pedir ao seu médico que receite uma fórmula em cápsula. Para quem sofre de úlcera ou algum tipo de doença cardíaca, a bebida é desaconselhada. Mesmo quem é saudável pode ter distúrbios como arritmias, gastrite, insônia e irritabilidade se ingerir a bebida em excesso. O excesso de cafeína do mate ou do chá verde pode alterar a absorção de minerais e vitaminas.

Fonte: Web Point Club

Published in: on 01/03/2012 at 13:38  Comments (1)  
Tags: , , ,

Semente de Chia ajuda a emagrecer e é rica em cálcio, potássio e magnésio

Pequena no tamanho, mas grande em nutrição. Cem gramas de semente de chia, o que equivale a sete colheres de sopa, tem o dobro de potássio de duas bananas grandes, vinte vezes mais magnésio do que cem gramas de brócolis, cinco vezes mais cálcio do que meia xícara de leite integral.

A chia pode ser usada em várias receitas, como pães e bolos. Triturada, acompanha frutas e iogurtes. Os nutricionistas dizem que ela é uma arma poderosa para quem quer emagrecer e pode ser consumida pura. Bastam duas colheres de sopa por dia, meia hora antes do almoço e outra meia hora antes do jantar, com um copo de água.

O segredo desta semente está nas fibras. Dentro do estômago, em contato com a água, a chia forma uma espécie de gelatina, que retarda a fome. Esse gel no estômago dá saciedade porque o cérebro vai receber uma mensagem de que o estômago está cheio.

Há ainda outros benefícios. Ela é excelente para o intestino também por causa das fibras. Pessoas que tem prisão de ventre podem utilizar a chia para melhorar o funcionamento e quem está com o intestino mais solto pode utilizar para regularizar o fluxo.

Mas atenção, o excesso de chia pode levar ao ganho de peso. Não existe milagre para emagrecer, existe um equilíbrio da alimentação, seis refeições ao dia, comer de três em três horas, e ter uma gama de nutrientes diferenciados durante o dia. Não basta comer a chia e comer doce, pizza, pastel de forno, que a pessoa não vai emagrecer.

Fonte: Jornal Hoje / G1

Published in: on 07/10/2011 at 15:59  Deixe um comentário  
Tags: , , , ,

Vitaminas e Nutrientes – onde encontrar e seus benefícios

Vitamina A:   Encontrado no fígado, gema de ovo, iogurte, leite e derivados desnatados. Benefícios: antioxidante, restaura e constrói novos tecidos, auxilia no tratamento de abscessos, furúnculos, acne e queda de cabelos.

Betacaroteno (pró-vitamina A): Encontrado na abóbora, agrião, batata-doce, brócolis, cenoura, couve, damasco, espinafre, mamão, melão, pêssego, tomate. Benefícios: funções idênticas às da vitamina A, porém ser exercer a toxicidade da vitamina A.

Vitamina C:   Encontrado no abacaxi, acerola, agrião, caju, goiaba, laranja, limão, morango, salsão, pimentão, tangerina, tomate. Benefícios: protege a pele da ação dos raios ultravioleta, preserva a estrutura dos fibroblastos (fibras da musculatura) e colágeno.

Vitamina E:   Encontrado no abacate, amêndoa, avelã, azeite de oliva, castanha do Pará, cereais integrais, gérmen de trigo, pães integrais, repolho. Benefícios: antioxidante, atua na membrana celular e protege a ação da vitamina C.

Magnésio: Encontrado nas nozes, leguminosas, milho, cenoura e alimentos do mar. Benefícios: melhora a troca entre as células, atua na formação de tecidos, participa da contração e relaxamento muscular.

Selênio: Encontrado em grãos integrais, peixes, castanha do Pará. Benefícios: antioxidante, protege as células dos radicais livres, auxilia na firmeza dos tecidos.

Zinco: Encontrado nas algas, ostras, leite e iogurte, carnes, grãos. Benefícios: aumenta a ação de enzimas que combatem os radicais livres, fortalece o sistema imunológico.

Licopeno: Encontrado no tomate, molho de tomate, suco de tomate, morango, goiaba vermelha, melancia. Benefícios: antioxidante, atua na cicatrização de microcortes, previne câncer de próstata.

Omega 3: Encontrado no salmão, bacalhau, sardinha, atum, sementes de linhaça. Benefícios: melhora as reações inflamatórias e protege os vasos sanguíneos.

Polifenóis:   Encontrado nas sementes de uva, ameixa, suco de uva, vinho tinto. Benefícios: combate os radicais livres, auxilia no tratamento da celulite e protege os vasos sanguíneos.

Published in: on 28/07/2011 at 00:35  Comments (1)  
Tags: ,

Alimentos Saudáveis e Não Saudáveis

Alimentos Saudáveis:

1- Sardinha: é rica em proteínas e possui minerais essenciais, como magnésio, ferro e selênio, que têm ação anticancerígena. Esse tipo de peixe também ajuda o organismo a liberar o mercúrio e tem altas concentrações de Omega 3, um tipo de gordura “boa”, essencial para o funcionamento do cérebro, do coração e para a redução da pressão arterial. Na falta de sardinha fresca, pode ser em lata.

2- Repolho: as folhas do vegetal contêm grandes concentrações de substâncias antioxidantes e anticancerígenas chamadas de indoles e sulforafanos. Uma pesquisa da Universidade de Stanford, nos EUA, apontou que o sulforafano é a substância química encontrada em plantas que mais eleva o nível de enzimas anticancerígenas no organismo.

3- Folha de beterraba: geralmente jogada fora, é rica em vitaminas, minerais e antioxidantes. Contém carotenóides, pigmento natural dos vegetais que ajuda a proteger os olhos contra o envelhecimento. As folhas podem ser comidas cruas na salada ou refogadas, como espinafre.

4- Açaí: em suco ou misturado à comida, como é feito no norte do país, o açaí é uma das frutas com maior concentração de antioxidantes. Também é rica em gorduras monoinsaturadas e poliinsaturadas, que são benéficas e auxiliam na redução do colesterol ruim e na prevenção de doenças cardíacas.

5- Goiaba: rica em fibras, minerais e vitaminas. Também possui grandes quantidades de licopeno, o mais antioxidante entre todos os carotenóides. O licopeno auxilia na prevenção do câncer de próstata e reduz os riscos de surgimento de catarata e doenças cardiovasculares.

6- Cereja fresca: tem altas concentrações de antocianina, um antiinflamatório natural. Deve ser comida ao natural ou misturada com iogurte ou vitaminas.

7- Chocolate meio-amargo: rico em flavanóides, que diminuem a pressão sanguínea e promovem o bom funcionamento do sistema circulatório, tem altas concentrações de magnésio, um mineral importante para mais de 300 processos biológicos do organismo.

8- Frutas oleaginosas: são as castanhas, as nozes e as amêndoas. Todas trazem inúmeros benefícios, apesar do elevado teor calórico. Possuem muitos minerais, proteínas e  Omega 3 e Omega 9.

9- Canela: ajuda a controlar o nível de açúcar e de colesterol no sangue, o que previne o risco de doenças cardíacas. Para usufruir os benefícios da especiaria, basta polvilhar um pouco de canela em pó no café ou no cereal matinal.

10- Semente de abóbora: é uma grande fonte de magnésio. Esse mineral é tão importante que estudiosos franceses concluíram que homens com altas taxas de magnésio no sangue têm 40% menos chances de sofrer uma morte prematura do que aqueles com baixos índices. Para consumi-las, toste-as no forno e coma-as por inteiro, inclusive com a casca, que é rica em fibras.

Alimentos Não Saudáveis:

1 – Batatas fritas: são fritas em óleo vegetal, que é reutilizado inúmeras vezes, o que aumenta a concentração de gorduras trans, o tipo mais perigoso para a saúde. A batata, em termos nutricionais, é como uma tigela cheia de açúcar.

2 – Refrigerantes: são cheios de açúcar e outros produtos químicos. Os refrigerantes dietéticos também devem ser evitados porque estão repletos de produtos químicos e adoçantes artificiais.

3 – Salgadinhos industrializados: não têm valor nutricional nenhum e são repletos de gorduras trans, sódio e açúcares, todos elementos prejudiciais à saúde.

4 – Algodão-doce: além de ser puro açúcar, tem corantes artificiais.

5 – Pão branco: é um alimento com valor nutricional nulo – tem apenas carboidratos, o que quer dizer que ajuda apenas a aumentar a conta de calorias. Prefira, sempre, pão integral.

Fonte: Revista Época

Published in: on 02/06/2011 at 14:40  Comments (22)  
Tags: , ,

Estudo aponta que repolho pode prevenir câncer

Um estudo feito pela Agência Internacional para Pesquisa sobre o Câncer aponta que o consumo de repolho e verduras do tipo crucíferas (da família do repolho), ajudam a reduzir em 70% das pessoas a incidência de câncer de pulmão. A pesquisa foi feita com base no consumo destes vegetais, uma vez por semana.

Verduras como repolho, brotos de feijão e brócolis são ricos em substâncias chamadas isotiocianatos, tidas como protetores naturais contra o câncer de pulmão. O estudo foi feito com amostras de DNA retiradas de 2.168 pessoas com câncer no pulmão e outras 2.168 saudáveis.

Os dois grupos tiveram suas dietas monitoradas, e os pesquisados eram habitantes da Polônia, Eslováquia, República Checa, Romênia, Rússia e Hungria, regiões em que o consumo destes alimentos é muito comum. Genes conhecidos como GSTM1 e GSTT1, que geralmente protegem o corpo de determinadas toxinas, de acordo com a pesquisa, não tiveram seu efeito protetor observado, nas pessoas com versões ativas dos dois genes.

Geralmente os isotiocianatos são eliminados do organismo por enzimas limpadoras produzidas pelos dois genes, GSTM1 e GSTT1. Entre aqueles que tinham uma versão inativa do GSTM1, no entanto, o consumo semanal dos vegetais aumentou a proteção contra a doença em 33%. Cerca de metade das pessoas tem essa forma de gene.

Nos participantes com uma versão inativa do GSTT1, o aumento da proteção foi ainda maior, de 37%. Apenas um quinto das pessoas apresentou esse gene. Em indivíduos com versões inativas dos dois genes – situação que se aplica a 10% da população – o efeito protetor foi de 72%.

Ainda de acordo com as informações do estudo, o efeito protetor das verduras não eliminaria os malefícios causados pelo cigarro, maior responsável pela incidência de câncer de pulmão. O risco de um fumante regular desenvolver câncer de pulmão é 20 vezes maior do que o de um não-fumante.

Fonte: Reuters / Hai Net

Published in: on 26/12/2010 at 23:33  Deixe um comentário  
Tags: , , , ,

Cientistas comprovam que Chá de Camomila faz bem para quem tem Diabetes

Beber chá de camomila diariamente pode ajudar a prevenir algumas das consequências do diabetes tipo-2, tais como cegueira, lesões nos nervos e nos rins, de acordo com pesquisadores no Japão e na Grã-Bretanha.

A descoberta pode levar ao desenvolvimento de um novo medicamento derivado de camomila para a doença, cuja incidência vem aumentando em todo o mundo.

No novo estudo, o pesquisador Atsushi Kato, da Universidade de Toyama, ressalta que a camomila vem sendo usada há anos como uma cura informal para problemas diversos como estresse, resfriado e cólica menstrual.

Recentemente os cientistas propuseram que o chá da erva pode ser benéfico também no combate ao diabetes, mas a teoria não tinha sido testada cientificamente até agora.

Os pesquisadores deram extrato de camomila a um grupo de ratos diabéticos durante 21 dias, e compararam o resultado a um grupo de animais de controle em uma dieta normal.

O nível de glicose no sangue de animais que ingeriram camomila foi significativamente menor do que o dos ratos no grupo de controle, disseram os cientistas.

Também foi registrada uma redução da concentração das enzimas ALR2 e sorbitol. A concentração elevada dessas substâncias está associada a um aumento das complicações relacionadas ao diabetes.

A pesquisa foi divulgada na revista Journal of Agricultural and Food Chemistry.

Fonte: BBC Brasil

Published in: on 14/12/2010 at 23:17  Deixe um comentário  
Tags: , ,

Dieta da Inteligência

Uma pesquisa feita pelo neurocientista Fernando Gómez-Pinilla, da Universidade da Califórnia, aponta quais são os alimentos que fazem bem para o cérebro e melhoram as faculdades mentais do ser humano.

O neurocientista afirma que analisou estudos de várias partes do mundo e concluiu que, de fato, existem alimentos capazes de melhorar o desempenho do cérebro e de prevenir sua degeneração.

Gómez-Pinilla explica que o cérebro consome muita energia para funcionar e isso deixa como resíduos muitos químicos oxidantes. Além disso, a massa cinzenta é feita em grande parte de material oxidável. Portanto, para o cérebro não enferrujar é preciso antioxidantes, que estão presentes nas nozes, castanhas e óleos vegetais, como o azeite de oliva. Lentilha, couve-flor, aspargo, espinafre, abacate, contêm vitaminas B, D e E, que também são antioxidantes.

O espinafre também é bom por conter ácido fólico, assim como o suco de laranja. Vários dos estudos analisados afirmam que o ácido fólico pode ajudar a memória, a fluência da fala e a velocidade de processamento das informações.

Peixes gordos, como o salmão, contem a vedete dos “remédios naturais” para o cérebro: o ácido graxo ômega-3. Presente também nas castanhas. O ômega-3 dá ao cérebro maior fluidez e plasticidade, o que aumenta sua capacidade de transportar sinais, mensagens.

Existem vários nutrientes que agem no cérebro, por isso, para melhorar seu funcionamento, é fundamental ter uma boa alimentação variada. Mas não é só: além de uma boa alimentação, é aconselhável buscar coisas interessantes para fazer. Atividades estimulantes também ajudam a manter o cérebro saudável.

Não existe uma fórmula. Tanto para o cérebro quanto para a saúde em geral, o segredo está na variedade. Pouca gordura, muita atividade física e dê preferência aos alimentos frescos. É simples.

Fonte: G1

Published in: on 12/12/2010 at 22:59  Comments (2)  
Tags: , ,

Aprenda Como Congelar Alimentos

O primeiro passo é a limpeza do freezer. Para isso, é aconselhável o uso de duas soluções caseiras, como o vinagre e o bicarbonato de sódio. A substância ácida, neste caso o vinagre, elimina as bactérias, enquanto que a básica, o bicarbonato, retira o restante dos organismos que sobrevivem no meio ácido.

É indicado material descartável para essa “faxina”, ou seja, nada de pegar a bucha da cozinha ou um paninho velho para passar no recipiente.

Antes de colocar os alimentos no congelador, o ideal é deixá-los limpos e escolher a embalagem certa. De acordo com as nutricionistas, o isopor não é um material indicado. No caso da comida comprada congelada na bandeja de isopor, as especialistas garantem que não há problema porque o material vem envolvido por um plástico. Portanto, a regra vale apenas para o que você vai congelar em casa.

Para as carnes, aves e peixes, o plástico é o material mais indicado. Principalmente, o papel filme (PVC), capaz de evitar bolhas, devido a sua capacidade de aderência às superfícies.

Já para os alimentos cozidos e pré-cozidos as embalagens laminadas são as melhores, pois são condutoras de temperatura. Dessa forma, o alimento se congela homogeneamente, sem o risco de estragar. A quentinha de papel laminado é ótima para o armazenamento.

Atenção para o congelamento de frutas e legumes. Se você quer aproveitar a safra de algum deles, o melhor é bater no liquidificador e armazenar a polpa. Eles nunca devem ser resfriados inteiros e ao natural. Os potes plásticos não são muito indicados para esse processo, o ideal é usar PVC.

A temperatura ideal para congelamento varia entre – 18°C a – 32°C. Com essa média, toda a parte líquida do alimento se congela, evitando a reprodução de microorganismos. Uma boa dica para não perder o controle do que está no freezer é a etiqueta com data de validade. O armazenamento deve ser feito seguindo a ordem do produto mais recente (no fundo da gaveta) para o mais antigo (na frente da gaveta).

O que não deve ser congelado

Há alguns alimentos que mudam de textura, sabor e perdem suas propriedades nutricionais com o congelamento. Este é o caso dos derivados do leite, como queijos cremosos, chantilly e iogurtes. A maionese também não resiste a baixas temperaturas.

Entre os legumes, devem ser evitados o tomate, pepino, rabanete e outros mais sensíveis. As folhas verdes perdem a qualidade com o resfriamento e, muitas vezes, se queimam com o frio.

Anote as dicas

Descongelamento: nunca coloque um alimento para descongelar na pia da cozinha ou ao sol. Durante esse período, ele pode absorver microorganismos que vão comprometer a qualidade da comida. O ideal é, um dia antes do preparo, transferir o prato do freezer para a geladeira.

Validade após o descongelamento: o alimento cru nunca deve ser recongelado, como por exemplo, uma carne que sai do freezer não pode voltar para lá sem o cozimento. Só neste processo, há contaminação, e a altas temperaturas os microoorganismos são eliminados. A regra é: descongelou, prepare o alimento em duas horas.

Produtos de supermercado: fique atento a promoções de produtos congelados. Se você perceber “cristais de água” na embalagem, é sinal de que o alimento foi recongelado e pode não estar apropriado apara o consumo.

Tempo fora do freezer: se você fez uma compra de congelado, vá correndo para casa. A margem de segurança é de 30 minutos sem resfriamento. Se isso não for possível, deixe para fazer compras em outro dia.

Fonte: Turismo e Variedades

Published in: on 12/11/2010 at 14:26  Deixe um comentário  
Tags: , , ,

Alimentos Para Combater o Mau Humor

Dê adeus ao nervosismo, à ansiedade e ao cansaço. Coloque em sua dieta alimentos que têm o poder de estimular o funcionamento do sistema nervoso, acabar com a irritação e espantar a tristeza.

Alface – Ótima para amenizar a irritação. O talo tem lactucina, substância que funciona como calmante. Além disso, é rica em fosfato. A falta desse elemento no organismo causa depressão, confusão mental e cansaço. Use e abuse, inclusive no preparo de sucos desintoxicantes, nas saladas cruas e nos chás terapêuticos.

Banana – Pode acreditar, essa fruta, tão comum em terras brasileiras, diminui a ansiedade e ajuda a garantir um sono tranqüilo. Ela tem esses poderes por ser rica em carboidratos, potássio, magnésio e biotina. A banana também dá o maior pique porque possui vitamina B6, que produz energia. Não exagere, a banana por conter muita frutose, acaba engordando.

Espinafre – A verdura contém potássio e ácido fólico, que previnem a depressão. Além disso, espinafre tem magnésio, fosfato e vitaminas A, C e do complexo B, que ajudam a estabilizar a pressão e garantem o bom funcionamento do sistema nervoso.

Frutos do Mar – Quer dar um chega para lá na tristeza? Abuse das delícias que vêm do mar. Elas têm zinco e selênio que agem no cérebro, diminuindo o cansaço e a ansiedade. Também são boas fontes de proteína e gordura saudável (Omega 3), essencial para o bom funcionamento do coração. Não exagere pois os frutos do mar também têm colesterol. Ou seja, faz parte do bom humor o bom senso.

Jabuticaba – Essa frutinha contém ferro – que combate a anemia – e vitamina C, que aumenta as defesas do organismo. Suas vitaminas do complexo B agem como antidepressivos. Além disso, a jabuticaba é rica em carboidratos, que fornecem energia e, por isso, reanimam. Para que não prenda os intestinos, a cada 10 jabuticabas, mastigue (e ingira) uma com casca e tudo.

Laranja – Rica em vitamina C, cálcio e vitaminas do complexo B, a laranja ajuda o sistema nervoso a trabalhar adequadamente. O cálcio, presente em sua composição, é relaxante muscular e combate o estresse. E essa fruta ainda é energética, hidratante e previne a fadiga. Opte por consumir a laranja em pedaços ou gomos, e evite tomá-la como suco. A laranja é rica em fibras (principalmente a pectina) que são muito benéficas aos intestinos.

Ovos – Os nutrientes dos ovos que garantem o bom humor são a tiamina e a niacina (vitaminas o complexo B), ácido fólico e acetilcolina. A carência deles pode causar apatia, ansiedade e até perda de memória. Dois ovos por semana é uma porção bastante saudável.

Uva –  Essa fruta tem boa dose de vitaminas do complexo B, que ajudam no funcionamento do sistema nervoso. A vitamina C e os flavonóides da uva são antioxidantes, que retardam o envelhecimento da pele e ajudam a combater o colesterol. Além disso, é energética. Use também nos sucos desintoxicantes e nas saladas verdes.

Fonte: Somos Todos Um

Published in: on 13/10/2010 at 17:54  Deixe um comentário  
Tags: , ,