30 de Abril – Dia Nacional da Mulher

No início do século XX, uma brasileira que esteve a estudar na Europa,  Jerônima Mesquita, ao retornar ao Brasil, trouxe consigo a coragem de  enfrentar as situações contrárias às mulheres. Uniu-se a um grupo de  senhoras combativas e tornou-se feminista, assistencialista e sufragista.  Lutou por inúmeras causas. Era mineira de Leopoldina, nascida em 30 de  abril de 1880. Faleceu na cidade do Rio de Janeiro, onde morava, em 1972.  Em homenagem à sua data natalícia, um grupo de feministas trabalhou para  que se tornasse o Dia Nacional da Mulher. Isso ocorreu pela lei número  6791/80, sancionada pelo Presidente João Figueiredo.

 

A comemoração do Dia Nacional da Mulher tem sido importante para a  divulgação das questões de gênero e sensibilização de políticos para a  situação da mulher no Brasil. No momento, a preocupação maior é quanto a  violência contra a mulher, inclusive a doméstica.

 

O Dia Nacional da Mulher, a 30 de abril, é mais uma ocasião para continuar a  investigação sobre a condição feminina no Brasil e a busca incessante de soluções.

 

Fonte: WMULHER

mulher-dia-nac

Published in: on 30/04/2015 at 01:51  Deixe um comentário  
Tags: , ,

29 de Abril – Dia Internacional da Dança – International Dance Day

O Dia Internacional da Dança é celebrado no dia 29 de abril, promovido pelo Conselho Internacional de Dança (CID), uma organização interna da UNESCO para todos tipos de dança.

A comemoração foi introduzida em 1982 pelo Comitê Internacional da Dança da UNESCO. A data comemora o nascimento de Jean-Georges Noverre (1727-1810), o criador do balé moderno.

Entre os objetivos do Dia da Dança estão o aumento da atenção pela importância da dança entre o público geral, assim como incentivar governos de todo o mundo para fornecerem um local próprio para dança em todos sistemas de educação, do ensino infantil ao superior.

In 1982 the International Dance Committee of the International Theatre Institute, UNESCO, created International Dance Day to be celebrated every year on 29 April. The date commemorates the birthday of Jean-Georges Noverre (1727 – 1810), the creator of modern ballet.

Fonte: Wikipédia / Unesco

dance3

 

28 de Abril – Dia Mundial da Segurança e da Saúde no Trabalho – International Workers’ Memorial Day

A Organização Internacional do Trabalho – OIT, no ano de 2003, adotou o dia 28 de abril como o dia oficial da segurança e saúde nos ambientes laborais. O movimento teve início no Canadá e difundiu-se internacionalmente por intermédio de sindicados, federações e confederações.

Segundo estimativas da OIT, anualmente ocorrem cerca de 270 milhões de acidentes do trabalho e aproximadamente 160 milhões de casos de doenças ocupacionais. Ainda, mais de 2 milhões de pessoas morrem por ano vítimas de acidentes ou doenças relacionadas ao trabalho, o que equivale a 3 trabalhadores mortos por minuto. Tudo isso representa cerca de 4% do Produto Interno Bruto mundial.

No Brasil os dados também são alarmantes. Segundo a DATAPREV, em 2004 ocorreram 7.405 amputações de mãos entre os cerca de 23 milhões de segurados do Seguro de Acidentes do Trabalho. Segundo dados da Previdência Social, anualmente são gastos R$ 32,8 bilhões com benefícios por incapacidade temporária ou permanente, considerando-se que parte majoritária da assistência é prestada pelo Sistema Único de Saúde – SUS, que os benefícios por incapacidade temporária ou permanente são arcados pelo Ministério da Previdência Social e que parcela dos trabalhadores passa a ser beneficiária da Assistência Social.

International Workers’ Memorial Day originated in Canada. 28 April was chosen for International Workers Memorial Day as it is the anniversary of the Occupational Health and Safety Act in the USA and also commemorates the day that 28 people were killed in a construction incident in Connecticut. Since 1989 trade unions in the USA, UK, Asia, Europe and Africa have organised events on and around 28 April. IWMD was adopted by the Scottish TUC in 1993, followed by the TUC in 1999.

Fonte: HSE / PRT-11

segurança-trab3

27 de Abril – Dia da Maximafilia

Em homenagem a data de nascimento de A.P.Figueiredo, considerado o Patrono da Maximafilia Brasileira.

Maximafilia é a denominação que se dá ao colecionismo de máximos postais, peças que se caracterizam pela união de um cartão-postal, um selo postal e um carimbo filatélico, todos os elementos com a mesma temática.

Trata-se de um hobby em expansão, juntamente com a filatelia, a cartofilia e a marcofilia, estimulado ainda mais pela intensificação das comunidades virtuais de interesse comum da internet.

Classe da filatelia reconhecida pela Federação Internacional de Filatelia (FIP), a maximafilia tem suas regras próprias, válidas em todos os países associados. O “Regulamento Especial para a Avaliação de Participações de Maximafilia” e as “Diretrizes para Avaliação das Participações de Maximafilia em Exposições FIP (Guidelines)” foram aprovados pela Conferência da Comissão de Maximafilia da FIP ocorrida em Málaga, na Espanha, em outubro de 2006, sendo aprovadas pelo Bureau da Federação em Luxemburgo, em março de 2007.

Os elementos que compõem um postal máximo devem obedecer às seguintes características :
1 – O selo postal deve ter poder de franquia e ser colocado exclusivamente no lado ilustrado do postal. Não são permitidos selos de porte, pré-obliterados, fiscais e de serviço.
2 – As dimensões do postal ilustrado devem obedecer ao estipulado pela Convenção Postal Universal (máxima de 105 x 148 mm. e mínima de 90 x 140 mm., com a tolerância de +/- 2 mm.) e pelo menos 75 % da sua área deve ser utilizada para a ilustração, devendo esta mostrar a melhor concordância possível com o motivo do selo ou com um dos seus motivos, no caso de existirem vários. Não são permitidos postais cujas ilustrações sejam meras reproduções de selos.
3 – Obliteração postal e data : a ilustração da obliteração e o local onde esta se efetua (nome da agência postal ), devem ter relação íntima e direta com o motivo do selo e do postal ilustrado. A data da obliteração deve estar dentro do período de circulação do selo e tão próxima quanto possível da data de emissão daquele.

Uma apresentação caprichada e sóbria valoriza o conjunto.

Fonte: Federação das Entidades Filatélicas do Estado de São Paulo / Wikipédia / CCGaia

maxi3

 

26 de Abril – Dia do Goleiro

Eles passam o ano todo sendo desafiados pelos atacantes, xingados pelos torcedores, chamados de ‘frangueiros’, ‘braço curto’, ‘mão de pau’ e outras atribuições depreciativas. Mas o que seria do futebol se não fossem os goleiros? Idolatrados a cada defesa e execrados a cada falha, os donos da camisa 1 – considerados os anti-heróis do futebol por entrarem em campo para impedir o torcedor de ver o que mais gosta, o gol – pelo menos por um dia, podem ser tratados como reis. É que dia 26 de abril o Brasil comemora o Dia do Goleiro.

O primeiro Dia do Goleiro foi comemorado em 14 de Abril de 1975, no Rio de Janeiro, com a presença de goleiros, ex-goleiros e pessoas ligadas ao futebol. Mas a partir de 1976, definiu-se como o dia “oficial” a data de 26 de abril, em uma homenagem ao goleiro Manga, que na época era o campeão brasileiro pelo Internacional.

Fonte: Gorete Ferreira

ceni_2

Published in: on 19/04/2014 at 00:00  Deixe um comentário  
Tags: ,

25 de Abril – Dia Mundial da Malária – World Malaria Day

25 de abril é um dia de comemoração unificada do esforço global para fornecer um controle eficaz da malária em todo o mundo.

Ele infecta mais de 500 milhões de pessoas por ano e mata mais de 1 milhão, particularmente aqueles que vivem em países em desenvolvimento. O fardo da malária é mais pesado na África sub-saariana, mas a doença também atinge Ásia, América Latina, Oriente Médio e até mesmo partes da Europa.

O Dia Mundial da Malária é uma oportunidade para que os países das regiões afetadas aprendam com as experiências e apoiem uns aos outros; que os novos doadores possam participar de uma parceria global contra a malária; que instituições acadêmicas possam apresentar seus avanços científicos tanto para especialistas como ao público em geral; e para os parceiros internacionais, empresas e fundações para mostrar que os seus esforços tem resultado em avanços importantes para o controle da malaria no mundo.

25 April is a day of unified commemoration of the global effort to provide effective control of malaria around the world.

Approximately half of the world’s population is at risk of malaria, particularly those living in lower-income countries. It infects more than 500 million people per year and kills more than 1 million. The burden of malaria is heaviest in sub-Saharan Africa but the disease also afflicts Asia, Latin America, the Middle East and even parts of Europe.

Fonte: WHO / Organização Pan-Americana da Saúde

malaria4

 

Published in: on 18/04/2014 at 23:52  Deixe um comentário  
Tags: , ,

24 de Abril – Dia do Samurai

É comemorado no dia 24 de abril, data de aniversário do mestre Sensei Jorge Kishikawa, o principal introdutor das artes samurai tradicionais no Brasil, o Kobudo (também chamado Koryu Budo).

O Sensei Jorge Kishikawa introduziu estas artes no Brasil em 1993 com a fundação do Instituto Cultural Niten, hoje presente em todas as regiões do Brasil, na Argentina e no Chile. Conta com mais de 800 praticantes.

Para ser reconhecido como Kobudo, um estilo precisa necessariamente ter sido fundado antes de 1868, ano da restauração Meiji, e possuir documentos que suportem esta afirmação. No Japão existe a Nihon Kobudo Kyokai e a Nihon Kobudo Shinkokai, associações que mantém registro destes estilos.

No Brasil atualmente estes requisitos somente são atendidos por estilos ensinados no Instituto Niten. Existem relatos de praticantes de outros estilos de Kobudo que migraram para o Brasil na década de 1950, porém atualmente não há registros destas práticas acontecendo em outro local além do Instituto Niten.

O Dia do Samurai é data oficial nos calendários das cidades de São Paulo (a metrópole onde se concentra o maior número de descendentes japoneses fora do Japão), Ribeirão Preto, cidade considerada como o berço da imigração japonesa no Brasil, Brasília, Piracicaba e em todo o estado do Paraná.

Honra. Justiça. Perfeição. Lealdade. Estas são algumas das palavras associadas aos Samurais, a classe guerreira do Japão feudal e até hoje, sua influência é sentida no modo de viver e de pensar do povo japonês.

Os samurais surgiram, como classe guerreira, na época feudal do Japão e dominaram o país por quase oito séculos (século VIII ao XIX). Ser um samurai era um prestígio social, uma vez que a classe guerreira ocupava os mais altos cargos dentro da ditadura militar nipônica, chamada de Xogunato ou Bakufu.

Inicialmente, a função do samurai era apenas coletar impostos e servir ao Império. A partir do século X, a figura do samurai toma forma e ganha uma série de funções militares, alcançando seu ápice no século XVII.

Os Samurais Modernos são pessoas que, nos dias de hoje, aplicam o Bushido e praticam as artes da espada

Fonte: Wikipédia / Instituto Niten

samurai_dia

23 de Abril – Dia Mundial do Livro e dos Direitos de Autor – World Book and Copyright Day

Instituída pela Unesco em 1995, a data visa atrair a atenção das autoridades governamentais e da população para este que é um dos meios de transmissão de conhecimento mais universais e eficazes que existem. A Unesco pretende mobilizar a leitura, a indústria editorial e a proteção da propriedade intelectual por meio do direito de autor.

A escolha do dia deve-se ao fato que vários escritores consagrados, como Miguel de Cervantes, William Shakespeare, Vladimir Nabokov e Josep Pla, nasceram ou morreram em um 23 de abril.

23 April is a symbolic date for world literature for on this date in 1616, Cervantes, Shakespeare and Inca Garcilaso de la Vega all died. It is also the date of birth or death of other prominent authors such as Maurice Druon, Haldor K.Laxness, Vladimir Nabokov, Josep Pla and Manuel Mejía Vallejo.

It was a natural choice for UNESCO’s General Conference, held in Paris in 1995, to pay a world-wide tribute to books and authors on this date, encouraging everyone, and in particular young people, to discover the pleasure of reading and gain a renewed respect for the irreplaceable contributions of those who have furthered the social and cultural progress of humanity. In this respect, UNESCO created both the World Book and Copyright Day and the UNESCO Prize for Children’s and Young People’s Literature in the Service of Tolerance.

Fonte: Unesco

direitos_autor2

22 de Abril – Dia do Descobrimento do Brasil

Em 22 de abril de 1500 chegavam ao Brasil 13 caravelas portuguesas lideradas por Pedro Álvares Cabral. A primeira vista, eles acreditavam tratar-se de um grande monte, e chamaram-no de Monte Pascoal. No dia 26 de abril, foi celebrada a primeira missa no Brasil.

Após deixarem o local em direção à Índia, Cabral, na incerteza se a terra descoberta tratava-se de um continente ou de uma grande ilha, alterou o nome para Ilha de Vera Cruz. Após exploração realizada por outras expedições portuguesas, foi descoberto tratar-se realmente de um continente, e novamente o nome foi alterado. A nova terra passou a ser chamada de Terra de Santa Cruz. Somente depois da descoberta do pau-brasil, ocorrida no ano de 1511, nosso país passou a ser chamado pelo nome que conhecemos hoje: Brasil.

O descobrimento do Brasil ocorreu no período das grandes navegações, quando Portugal e Espanha exploravam o oceano em busca de novas terras. Poucos anos antes da descoberta do Brasil, em 1492, Cristóvão Colombo, navegando pela Espanha, chegou a América, fato que ampliou as expectativas dos exploradores. Diante do fato de ambos terem as mesmas ambições e com objetivo de evitar guerras pela posse das terras, Portugal e Espanha assinaram o Tratado de Tordesilhas, em 1494. De acordo com este acordo, Portugal ficou com as terras recém descobertas que estavam a leste da linha imaginária ( 200 milhas a oeste das ilhas de Cabo Verde), enquanto a Espanha ficou com as terras a oeste desta linha.

Mesmo com a descoberta das terras brasileiras, Portugal continuava empenhado no comércio com as Índias, pois as especiarias que os portugueses encontravam lá eram de grande valia para sua comercialização na Europa. As especiarias comercializadas eram: cravo, pimenta, canela, noz moscada, gengibre, porcelanas orientais, seda, etc. Enquanto realizava este lucrativo comércio, Portugal realizava no Brasil o extrativismo do pau-brasil, explorando da Mata Atlântica toneladas da valiosa madeira, cuja tinta vermelha era comercializada na Europa. Neste caso foi utilizado o escambo, ou seja, os indígenas recebiam dos portugueses algumas bugigangas (apitos, espelhos e chocalhos) e davam em troca o trabalho no corte e carregamento das toras de madeira até as caravelas.

Foi somente a partir de 1530, com a expedição organizada por Martin Afonso de Souza, que a coroa portuguesa começou a interessar-se pela colonização da nova terra. Isso ocorreu, pois havia um grande receio dos portugueses em perderem as novas terras para invasores que haviam ficado de fora do tratado de Tordesilhas, como, por exemplo, franceses, holandeses e ingleses. Navegadores e piratas destes povos, estavam praticando a retirada ilegal de madeira de nossas matas. A colonização seria uma das formas de ocupar e proteger o território. Para tanto, os portugueses começaram a fazer experiências com o plantio da cana-de-açúcar, visando um promissor comércio desta mercadoria na Europa.

Fonte: Sua Pesquisa

descobrimento_brasil

Published in: on 18/04/2014 at 23:25  Deixe um comentário  
Tags: , ,

21 de Abril – Dia de Tiradentes

Joaquim José da Silva Xavier, o Tiradentes, nasceu em Minas Gerais, em 1746. Aos nove 9 anos ficou órfão de mãe; aos 11, órfão de pai. Bem cedo começou a trabalhar como vendedor ambulante; mais tarde, tornou-se dentista – daí seu apelido -, depois ingressou na carreira militar e chegou ao posto de alferes (hoje segundo tenente).

Naquela época, as forças opressoras dos colonizadores privilegiavam pessoas de origem portuguesa em detrimento dos brasileiros natos, que eram obrigados a pagar altos impostos. Destes, o mais pesado obrigava o mineiro a entregar a quinta parte da extração de minério à Coroa portuguesa. O não pagamento do quinto dava origem a “derrama”, ou seja, cobrança à força de impostos extras. Esse regime gerava descontentamento geral e um clima de insurreição entre os colonos.

Um grupo de intelectuais se uniu então, em prol do fim da derrama e em favor da independência do Brasil; entre eles, estava Tiradentes. O movimento recebeu o nome de “Inconfidência Mineira” e tinha objetivos bastante audaciosos:
– realizar um levante armado no dia da derrama;
– proclamar uma República, cuja capital seria São João del Rei;
– abolir a escravidão;
– fundar uma universidade em Vila Rica, nos moldes da Universidade de Coimbra;
– tornar obrigatório o serviço militar, com prêmio para as mães de convocados;
– confeccionar uma bandeira com um triângulo vermelho dentro de um retângulo branco, com os dizeres Libertas quae sera tamem, (Liberdade ainda que tardia).

Um de seus companheiros, Joaquim Silvério dos Reis, denunciou o grupo; todos foram presos. Os acusados acabaram desertando. Mas tarde, foram degredados para a África. Tiradentes, porém, manteve-se fiel ao ideal, assumindo toda a responsabilidade pelo movimento.

Aos 21 de abril de 1792, Tiradentes foi enforcado no Rio de Janeiro, sob a acusação de alta traição. Seu corpo foi esquartejado e espalhado por pontos estratégicos da cidade, para coibir futuros opositores.

Pelo seu martírio em prol dos ideais de liberdade da pátria e do indivíduo, Tiradentes foi nomeado Patrono Cívico da Nação Brasileira, e a data de sua execução foi instituída como feriado nacional.

Fonte: Paulinas Online

tiradentes