23 de Setembro – Dia Internacional Contra a Exploração Sexual e o Tráfico de Mulheres e Crianças – International Day Against the Sexual Exploitation and Trafficking of Women and Children

A Conferência Mundial de Coligação contra o Tráfico de Mulheres de 1999, que aconteceu em Dhaka, Bangladesh, escolheu 23 de setembro como o Dia Internacional Contra a Exploração Sexual e o Tráfico de Mulheres e Crianças. Esta data foi escolhida para lembrar a promulgação da primeira lei que puniu, com penas de três a seis anos de prisão, quem promovesse ou facilitasse a prostituição e corrupção de menores de idade.

O negócio da exploração sexual de meninas e meninos cresce no mundo de maneira incontrolável. Depois do comércio de drogas e de armas, é a atividade mais rentável do crime organizado. O turismo sexual, a prostituição infantil e a pornografia são as linhas principais desta lucrativa “indústria” presente em todos os cantos do planeta.

Para termos uma ideia rápida do que isso significa, basta saber que:

– Na internet, a cada dia, são abertas mais de 100 paginas web de pornografia infantil.

– Cinco milhões de meninos, meninas e adolescentes são vítimas de exploração sexual comercial. Estes dados foram revelados no Segundo Congresso Mundial sobre o tema realizado em Yokohama (Japão), em 2001.

– Somente na Colômbia, o número de meninas prostituídas multiplicou-se por cinco nos últimos anos.

– A República Dominicana, o México, a Guatemala e o Brasil estão entre os principais fornecedores de “mão de obra sexual infantil”.

– Existem redes internacionais que lucram com os corpos das meninas e dos meninos.

– Podem apontar-se sinais, agências de turismo, de publicidade, agências matrimoniais, de adoção e de emprego, autoridades e até pais e mães que se prestam a este repulsivo “negócio”.

– Não somente as meninas são exploradas sexualmente. Um grande número de meninos tem sido incorporado a este tráfico.

– Em Sri Lanka, sabe-se de 30 mil meninos dedicados à prostituição. Na República Dominicana, outro tanto. Em Senegal, na Costa de Marfim e nos países da África Ocidental também se contam aos milhares. Nas cidades da Europa do Leste, a prostituição masculina infantil está cada vez mais estendida.

Sabemos que cerca de 4 milhões de pessoas são traficadas anualmente no mundo. Segundo estimativas da Federação Internacional Helsinque de Direitos Humanos da ONU, o Brasil contribui para a formação desse assombroso número com cerca de 75 mil mulheres que são exploradas sexualmente na União Europeia, representando 15% do total de mulheres exploradas nesses países. Por isso, o Brasil detém o título de maior exportador de mulheres para fins de exploração sexual comercial da América do Sul.

Observe-se que, como o tráfico de seres humanos tem como principais vítimas as mulheres e as meninas não há dados referentes ao tráfico e exploração sexual de homens e meninos, o que inviabiliza quaisquer comparações entre os gêneros. O simples fato de não haver dados, por si só, indica a baixa frequencia, se é que ela existe, do tráfico de homens e meninos para tais fins. Assim, acaba-se por confirmar a tese de que este tipo de violação a direitos funda-se em uma desigualdade de gênero, atingindo somente (ou prioritariamente) as mulheres. Já os aliciadores são majoritariamente do sexo masculino, sendo que 59% deles têm idade entre 20 e 56 anos. Os principais destinos são a Europa (com destaque para a Itália, Espanha e, mais recentemente, Portugal) e países da América Latina (como Paraguai, Suriname, Venezuela e Republica Dominicana).

A related campaign date is September 23, International Day Against the Sexual Exploitation and Trafficking of Women and Children, which was established at the World Conference of the Coalition Against the Trafficking of Women in January of 1999 in Dhaka, Bangladesh. Despite recent, widespread attention to the issue of trafficking and sexual slavery  in numerous countries around the world, extensive support networks continue to feed this industry. In addition to constituting a grave violation of human rights, sexual exploitation and trafficking also fosters unsafe sexual practices that promote the transmission of HIV/AIDS.

Fonte: Ultima Instancia UOL / The Free Library

sexual-exploitation

 

The URI to TrackBack this entry is: https://emiliaeiko.wordpress.com/2016/09/10/23-de-setembro-dia-internacional-contra-a-exploracao-sexual-e-o-trafico-de-mulheres-e-criancas-international-day-against-the-sexual-exploitation-and-trafficking-of-women-and-children/trackback/

RSS feed for comments on this post.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: